Home » Games » Flappy Bird é usado para ensinar crianças a programar

Flappy Bird é usado para ensinar crianças a programar

Grupo Code.org aproveita o sucesso do Flappy Bird para incentivar crianças a aprenderem a programar e através de exercícios bem simples, qualquer um pode criar sua própria versão do jogo.

6 anos atrás

Make-Your-Own-Flappy-Bird

Ok, toda a história envolvendo o Flappy Bird já encheu a paciência, mas felizmente o jogo sumiu das manchetes na mesma velocidade que apareceu. Como algumas pessoas possuem o dom para tirar coisas boas das situações mais adversas, era de se imaginar que alguém aproveitaria seu conhecimento para mais do que apenas lucrar em cima da criação do vietnamita Dong Nguyen e um exemplo é o pessoal do grupo Code.org.

Especialistas em incentivar crianças a se interessarem por ciência da computação, essa organização teve a brilhante ideia de aproveitar o conceito do jogo para ensinar os pequenos a programarem e através de um conjunto de lições bastante simples, qualquer pessoa pode criar sua própria versão do Flappy Bird.

Funcionando através de um sistema onde precisamos apenas colocar na ordem correta as ações que deverão ser realizadas para que o jogo funcione, o exercício serve para as crianças terem uma boa noção de lógica de programação, dando ainda a opção delas verificarem como o código está ficando e ao verem o seu jogo concluído, talvez se empolguem para conhecer um pouco mais da área.

Usamos o Flappy Bird para atrair as crianças porque ele imediatamente sugere que aquilo é divertido, ao contrário de outras cosias que aprendem na escola,” declarou Hadi Partovi, fundador do Code.org. “Assim que eles testam o sistema, apreendem que escrever códigos é divertido, porque você precisa solucionar quebra-cabeças e fazer coisas, o que é muito mais divertido do que decorar o teorema de Pitágoras ou a capital do Zimbábue.

Segundo a organização, o Make Your Own Flappy Bird chega justamente quando o serviço atingiu uma impressionante marca, que foi a de ter ajudado os mais de 27 milhões de estudantes que passaram por ali a escrever um bilhão de linhas de código, o que na opinião de Partovi, mostra que em apenas três meses eles podem ter dado início a uma mudança na educação.

A única parte a se lamentar é que embora quase todo o site esteja em português, as instruções presentes nas caixas utilizadas para dar vida ao jogo se encontram em inglês, então é provável que algumas crianças precisem da ajuda de um adulto que entenda a língua. Mesmo assim, trata-se de uma inciativa louvável, que pode ajudar a despertar muitos programadores e game designer.

Code-org — Code your own Flappy Game

Fonte: GeekWire.

relacionados


Comentários