Home » Internet » MWC 2014: WhatsApp contará com chamadas de voz no segundo trimestre para enfrentar Viber e Skype

MWC 2014: WhatsApp contará com chamadas de voz no segundo trimestre para enfrentar Viber e Skype

WhatsApp não vai pegar leve: recurso de chamadas de voz chegará no segundo trimestre, representando uma séria ameaça aos seus rivais Skype e Viber

6 anos atrás

jan-koum

Quando o Facebook pagou US$ 19 bilhões pelo WhatsApp na semana passada, muita gente se perguntou por quê pagar tanta grana num app. A bem da verdade Zuck não comprou o aplicativo, mas sim sua base de usuários: saber o que as pessoas conversam e com isso oferecer anúncios é o Eldorado de hoje em dia, tanto é que o Google também tentou comprar o app, mas ofereceu pouco mais da metade do que o Facebook pagará.

Hoje, o CEO do WhatsApp e em breve membro do conselho diretor do Facebook Jan Koum revelou o próximo movimento do app, que muito provavelmente despertou o interesse dos compradores: atualmente o líder em envio de mensagens de texto e tirando o sono das operadoras ao comer o mercado dos SMS, em breve ele contará com o recurso esperado por todos que é chamadas de voz via internet, batendo de frente com seus principais concorrentes Viber e Skype.

A intenção de Koum não é só incomodar os rivais do ocidente, mas também devorar o mercado de seus adversários no oriente. Em países como Coreia do Sul, Indonésia, Japão e China apps como Line e KakaoTalk são muito mais populares do que qualquer outro, e essas empresas já viam a união entre WhatsApp e Facebook como uma séria ameaça a seus negócios sem considerar o recurso de chamadas de voz. Com sua adição, não só eles como outros mais populares podem ver sua participação minguar, muito provavelmente porque o Facebook buscará integrar seus serviços (o que pode levar à morte do Facebook Messenger, mas esse é dos males o menor).

Atualmente o WhatsApp conta com 465 milhões de usuários ativos por mês, dos quais 330 milhões mandam mensagens todos os dias. Imagine com a possibilidade de conversar via voz sem custos além da conexão de dados e oferecendo planos de chamadas para números fixos com preços atraentes; atualmente o Viber faz isso com custos menores que o Skype. Ainda que os valores fossem aproximados, o WhatsApp possui muito mais usuários ativos.

A previsão é que o recurso de chamadas de voz esteja disponível para os usuários já no segundo trimestre de 2014, com iOS e Android recebendo primeiro a funcionalidade; Windows Phone e BlackBerry seriam contemplados posteriormente. Koum ainda reforçou durante o keynote na MWC que a aquisição pelo Facebook não vai influir no modus operandi da startup, que o app continuará independente e não incorporará anúncios.

Fonte: TC.

relacionados


Comentários