Home » Hardware » HTC anuncia considerar update do One X com Snapdragon S4 para o Android 4.4 KitKat

HTC anuncia considerar update do One X com Snapdragon S4 para o Android 4.4 KitKat

Entretanto, One X internacional e One X+ não receberão atualizações por contarem com chip Tegra 3 da nVidia, e HTC culpa a parceira por não fornecer suporte

6 anos atrás

htc-one-x-001

Como esperado, o anúncio no mês passado de que a HTC deixaria o One X e o One X+ presos no Android 4.2 Jelly Bean pegou mal pra burro. O fato de principalmente o segundo aparelho ser um modelo de 15 meses de idade, abaixo dos dezoito  que o Google determinou como o período de suporte de seus aparelhos com o sistema stock (e que seus parceiros seguem) prejudicou muito a imagem da empresa, o que não dá para entender se considerarmos que ela já está lá essas coisas. Pior, esse movimento vai de encontro ao desejo de Mountain View de remover o Android 4.4 KitKat, que deveria ser o SO a ser instalado preferencialmente em modelos mais antigos e de hardware mais modestos, de modo a combater a fragmentação.

Só que há a velha máxima, fabricantes querem vender a aparelhos e não atualizar um modelo mais antigo forçaria o consumidor a trocá-lo. Todo mundo faz isso, só que a fabricante coreana ter incluído um aparelho mais novo junto do One X, com 21 meses de estrada não foi bem digerido. De modo a recuperar um pouco da confiança de seus consumidores, o departamento de RH da emprea realizou um AMAA (Ask Me Almost Anything) no Reddit na última sexta-feira, onde respondeu algumas perguntas dos membros do fórum e se esquivou de outras, principalmente sobre novos modelos. Entretanto o mais interessante foi confirmar que ela voltou atrás na decisão de matar ao menos a versão norte-americana do One X, já que afirmou estar estudando uma maneira de atualizá-lo para o KitKat.

O que acontece é que o modelo vendido nos Estados Unidos é equipado com um SoC Snapdragon S4 ao invés de sua versão internacional e do One X+, que contam com um chip Tegra 3 da nVidia. A HTC diz que as reclamações dos usuários foram o suficiente para que eles voltassem atrás em partes na sua decisão, entretanto os demais modelos permanecerão no Android 4.2 Jelly Bean devido ao fato de que a nVidia supostamente não teria fornecido o suporte necessário para tal.

Embora a HTC tenha dado seus motivos, não é essa a primeira vez que ela empurra a responsabilidade para outros: quando a Qualcomm encerrou o suporte ao Snapdragon S3, a empresa cancelou o update do One S para o Android 4.2 pelo mesmo motivo. E mais hilário, quando questionada por que outras fabricantes conseguem dar suporte ao Tegra 3 (a ASUS com o Nexus 7 de primeira geração, por exemplo) e a HTC não, o responsável pelo RH respondeu que “existem diferenças entre modelos de Tegra 3”.

Ainda que um pequena parcela de usuários poderá talvez usufruir de um update, a verdade é que a HTC não está nem aí para o consumidor ou não daria desculpas tão furadas. Existem diversos modelos de aparelhos com Tegra 3 no mercado (algo que causa arrepios no Laguna, mas enfim) que são suportados pelos fabricantes, e essa desculpa furada não convenceu.

Fonte: AT.

relacionados


Comentários