Home » Ciência » Astronomia » Comemore: arquivos de Carl Sagan começam a ser disponibilizados online

Comemore: arquivos de Carl Sagan começam a ser disponibilizados online

Podem comemorar: a Biblioteca do Congresso norte-americano começa a disponibilizar online para consulta pública documentos do acervo pessoal de Carl Sagan.

5 anos atrás

carl-sagan

Fato: Carl Sagan foi e continuará sendo o maior divulgador científico da história. Dono de uma didática incomparável, ele falava de uma maneira simples e muito elucidativa sobre o universo, a ciência e nós mesmos de forma que qualquer um entendia. Para ele as maravilhas da ciência deveriam ser compartilhada com todos e não ficar restritas à laboratórios e teses acadêmicas. E mais importante, ele tinha paixão pelo que fazia, sentimento esse que contagiou gerações inteiras que leram seus livros, seus artigos ou viram a cultuada série Cosmos.

Tempos depois de sua partida rumo às estrelas em 1996, a biblioteca do Congresso dos Estados Unidos começou um projeto para coletar, catalogar e disponibilizar seus arquivos pessoais à consulta pública, de modo a entender como ele trabalhava, como foi sua formação e principalmente, descobrir rascunhos e originais de roteiros, artigos científicos e outras coisas.

Foi Seth MacFarlane, criador de Family Guy e fã de Sagan que mais colaborou, ao bancar parte dos custos e ter seu nome imortalizado ao lado do de Carl e sua viúva no nome da mostra: The Seth MacFarlane Collection of the Carl Sagan and Ann Druyan Archive. A coleção já está disponível para consulta física para quem visitar a biblioteca, entretanto nem todo mundo pode se deslocar facilmente para Washington; por isso o próximo passo seria digitalizar todo o acervo e colocá-lo online.

Após um grande período de espera, os primeiros documentos já foram escaneados/digitalizados e podem ser apreciados. São ao todo 110 itens sendo cinco fotos ou desenhos, cinco arquivos de áudio, um filme com registros de sua infância, três jornais e noventa e seis manuscritos, rascunhos e cartas, entre elas um Curriculum Vitae de 1961, uma carta de 1986 parabenizando Chuck Berry por seu aniversário e outra de 1976 escrita por um jovem que admirava o prof. Sagan, decidiu entrar em Harvard e esperava se encontrar com ele. Confira de quem se trata.

A biblioteca também catalogou uma coleção maior, contendo alguns documentos de Sagan com outros históricos para comparação, chamada Finding Our Place in the Cosmos: From Galileo to Sagan and Beyond. Claro, esses documentos são uma pequena parcela das 1.705 caixas pertencentes à Sagan e Druyan que compõem a coleção, mas já é um começo. Assim como é obrigação visitar a Biblioteca se você estiver passeando por Washington, da mesma forma é imperativo conferir esse material online, que só tende a aumentar com o tempo e que caso fosse vivo, Sagan faria questão de compartilhar, tanto quanto seu amor pela ciência e o universo.

P.S.: saiu um novo promo de Cosmos: A Spacetime Odyssey, confira:

http://www.youtube.com/watch?v=xb5tdqplTqQ

Fonte: LoC.

relacionados


Comentários