Home » Internet » O tempo passa e ainda não aprendemos a usar senhas decentes

O tempo passa e ainda não aprendemos a usar senhas decentes

SplashData divulga lista das piores senhas de 2013; sem muita surpresa as mais óbvias ainda são utilizadas em massa

6 anos e meio atrás

spaceballs-password

A segurança de senhas é um assunto complicado. De um lado temos "pogramadores" porcos como o do app para iOS do Starbucks, que guarda as senhas de todos os usuários que realizam seus iPhones para comprar seus cafés hipsters superfaturados em plain text. Grande parte das falhas de segurança são por causa desse tipo de programação preguiçosa mas o outro lado também tem culpa no cartório, principalmente se insiste em usar senhas simples ou padrão. E não estou falando só do usuário leigo.

Por isso a lista anual do SplashData virou uma tradição mórbida. Todo mês de janeiro o site solta uma relação das piores passwords do ano anterior, descobertas através de ataques hackers que comprometeram diversos bancos de dados e foram divulgadas. O problema é que as principais seguem imutáveis há anos, só mudam de posição na lista.

Em 2013 a famigerada "123456" subiu um degrau e foi a mais utilizada pelos usuários, seguida de perto pela password... "password", a nº 1 de 2012. Outras bem cotadas são também muito manjadas, como "qwerty", "iloveyou", "abc123", "trustno1" (os fãs do Mulder devem achar que estão muito seguros...), "letmein", "sunshine" e outras. A combinação da maleta entrou pela primeira vez na listagem em 20º lugar, provavelmente porque a maioria dos sites e serviços exigem uma senha de no mínimo seis dígitos.

passwords-list

O CEO da SplashData Morgan Slain ainda dá uma dica: "ver senhas nesta lista como "adobe123" e "photoshop" nos lembra que não é uma boa ideia fazer referência ao serviço ou programa que você está acessando".

Tudo bem que muita gente não tem noção de que uma senha combinando letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais são anos luz mais seguras do que uma frase típica, mas é preciso ao menos um mínimo de desconfiômetro para perceber que se sua primeira ideia foi 123456 é certeza que 99,9% do resto do mundo também chegou à mesma conclusão, logo ela não é segura.

Fonte: SD.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários