Home » Hardware » Começa a guerra: Google processa consórcio que entrou com ação contra Android e bota a culpa na Apple

Começa a guerra: Google processa consórcio que entrou com ação contra Android e bota a culpa na Apple

Google processa consórcio de patentes liderado pela Apple, chamando-o de patent troll e diz que Cupertino lidera ofensiva contra o Android

6 anos atrás

apple-android-war

Empresas grandes descansam no Natal? Não quando você é o Google e tem uma tremenda dor de cabeça para combater chamada Consórcio Rockstar. Em 2011 o grupo formado pelas gigantes Apple, Microsoft, BlackBerry, Sony e Ericsson adquiriu 6.000 patentes da falecida Nortel por US$ 4,5 bilhões de dólares, sendo que Mountain View tentou também levar o pacote mas ofereceu 100 milhões a menos.

O motivo da corrida atrás dessas patentes era o fato de que a Nortel detinha direitos sobre tecnologias que o Google utiliza tanto em seu motor de busca quando no sistema Android. Como Steve Jobs deixou talhado na pedra que o robozinho verde deveria ser destruído a todo custo ela sabia que caso elas caíssem nas mãos da Apple isso se reverteria de forma negativa para si. O engraçado é que depois de perder a boca, o CLO do Google David Drummond chegou a dizer que o consórcio queria estrangular o Android, quando na verdade a empresa foi chamada para brincar e não quis, pretendendo guardar o doce só para si.

E não deu outra: em novembro o consórcio entrou com uma ação contra o Google e todos os principais fabricantes de Androids (com exceção da própria Sony, membro da Rockstar) alegando infração de sete patentes envolvendo software, interface e algoritmos de busca, de onde vem mais de 90% da grana da gigante.

Agora Mountain View reagiu. A empresa entrou com um processo contra a Rockstar (tá complicado redigir esse texto sem pensar em GTA), literalmente chamando o consórcio de patent troll e pondo toda a culpa na Apple (se bem que dado o histórico ela está certa quanto a isso). Segundo a ação o Google diz que Cupertino está liderando o esforço em "colocar uma nuvem no Android" e que "o grupo não produz nenhum produto e não põe em prática nenhuma patente (...); ao contrário, a Rockstar empresa um time de engenheiros em Ontário que examinam produtos bem-sucedidos de outras companhias, de modo a encontrar qualquer coisa que ela possa usar para exigir e extrair licenças para suas patentes, sob a ameaça de litígio."

Abaixo o processo, na íntegra:

[scribd id=193573584 key=key-1fnme9a5abmir90ji8uo mode=scroll]

Ainda que o Google esteja realizando controle de danos e busque proteger a si e seus parceiros, não duvido que ela fizesse algo muito diferente caso tivesse conseguido se dar bem no leilão de patentes da Nortel. Em suma, por conta de 100 milhões ela mesma deu à Apple a munição necessária para deflagrar a guera que Jobs tanto queria liderar para destruir o Android. Da próxima vez que tirem o escorpião do bolso.

Fonte: PA.

relacionados


Comentários