Home » Games » Cultura Gamer » É possível colocar Windows e SteamOS em Dual Boot; só é preciso uma pequena gambiarra

É possível colocar Windows e SteamOS em Dual Boot; só é preciso uma pequena gambiarra

Apesar do SteamOS exigir um HD inteiro para instalação, é possível rodá-lo em paralelo com o Windows; basta forçar o GRUB a reconhecer outro HD

6 anos atrás

SteamOS: um Linux nada amigável para quem gosta de dual-boot

Como Gabe Newell e a turma da Valve resolveram que o SteamOS deveria ser um sistema intuitivo ao máximo para que rodasse a contento nas Steam Machines, é evidente que seu funcionamento não tem muito a ver com o Linux em si apesar de ser baseado em Debian. Claro, é possível acessar a interface tradicional do sistema operacional, mas como ele é voltado para máquinas dedicadas e a empresa está desencorajando o usuário final a instalá-lo por conta própria, nesse primeiro momento ele deleta todas as partições de um HD e se instala magnânimo no computador. Quem não quer perder o Windows, o Mac OS X ou outra instância Linux pode apelar para o VirtualBox, mas a verdade é que é possível instalar dois sistemas em Dual Boot, inclusive o SteamOS e o Windows. Basta forçar o GRUB a reconhecer a outra partição. Você vai precisar de:

  • PC com placa-mãe que aceite boot em UEFI (indispensável);
  • dois HDs (não tem jeito, isso é indispensável também);
  • pendrive com a imagem do SteamOS;
  • CD ou DVD de instalação ou ainda um pendrive com uma imagem de boot do Windows de sua preferência.

Em primeiro lugar, baixe a imagem do SteamOS e extraia os arquivos para um pendrive. Preparar a imagem do Windows em um pendrive depende da versão: é possível utilizar tanto o Universal USB Installer quanto o Windows 7 USB/DVD Download Tool. Caso possua o disco ignore essa parte. O primeiro passo é instalar o SteamOS normalmente, desde que sua máquina permita boot em UEFI. Terminada a instalação você terá um HD com o sistema da Valve e outro vazio. Em seguida instale o Windows de sua preferência no outro HD. Terminados esses procedimentos, o sistema da Microsoft assumirá o boot e isolará o SteamOS. É aqui que a diversão começa. Incie o Windows no prompt de comando em modo Administrador. A missão agora é forçar o PC a reconhecer a unidade com o SteamOS, fazendo a máquina bootar por ela e não pelo Windows. Primeiro digite o seguinte:

bcdedit /enum ALL | findstr grub

Este comando apontará o caminho para o GRUB, para que possamos alterar o registro de boot do Windows e forçá-lo a executá-lo. O caminho deve ser algo como "EFIsteamosgrubx64.efi". Agora digite o seguinte comando:

bcdedit /set {bootmgr} path [caminho do GRUB]

As chaves devem ser digitadas exatamente como aparecem. O mais provável é que o comando fique algo como "bcdedit /set {bootmgr} path EFIsteamosgrubx64.efi". Tecle enter e pronto, você pode rebootar o PC e ele inicializará no SteamOS. O último passo é atualizar o GRUB. Inicie o sistema com a conta desktop (a senha também é desktop), que possui  privilégios (é preciso definir uma password para utilizar o comando sudo, entretanto). Abra um terminal e digite:

update-grub

Com isso o Linux vai vasculhar o PC, encontrar a partição Windows e adicioná-la ao GRUB. Não é tão simples quanto apenas particionar um HD e instalar outro sistema em paralelo com o das janelas mas hey, agora dá para usar o SteamOS em paralelo com o Windows.

Fonte: Ars Technica.

relacionados


Comentários