Home » Áudio e vídeo » Trolls tentam xingar nos comentários do YouTube com arte em ASCII, porém Google é rápida no gatilho

Trolls tentam xingar nos comentários do YouTube com arte em ASCII, porém Google é rápida no gatilho

Integração com Google+ para filtrar comentários maliciosos despertou a ira dos usuários; atualização aprimora detecção de ASCII Art, spam e links suspeitos

6 anos atrás

Emma Blackery, a musa dos in(dig)nados

Quando o Google começou sua cruzada em prol da eliminação dos comentaristas trolls do YouTube a chiadeira foi geral (nem o co-fundador Jawed Karim curtiu), ainda mais por se tratar que o serviço agora foi atrelado ao Google+, e muita gente viu nisso uma tentativa forçada de obrigar os usuários a criarem uma conta e utilizarem sua rede social. O fato de que para uma empresa integração entre seus serviços é algo essencial meio que fugiu da percepção geral.

Claro que como o velho ditado diz, cabeça vazia é a oficina do diabo: logo os usuários botaram a cuca para funcionar em prol de voltar a xingar livremente, e o resultado foi transformar a área de comentários em uma filial do 2ch entupindo-a de artes em ASCII, com os motivos mais diversos possíveis.

ascii-art

Esta é apenas uma amostra; há desenhos bem mais cabeludos (literalmente).

O Google decidiu que pelo bem dos usuários mais educados e pela higiene visual de seus serviços, não dará ouvidos aos trolls e continuará endurecendo (dado o contexto deste post, isso ficou estranho…) as regras de modo a filtrar comentários indesejados e links maliciosos, além do fato do aumento de spam, em grande parte protestando contra a mudança no sistema de comentários.

Em um post da última segunda-feira, o YouTube anunciou uma nova atualização que melhorará o serviço em três aspectos: permitirá uma melhor detecção de links duvidosos, alteração no período de tempo em que um comentário fica exposto e um reconhecimento aprimorado de artes em ASCII. Tudo para manter o serviço "clean".

Ainda que muita gente não goste, é um fato que o Google não vai deixar de insistir nessa empreitada e também não deixará de promover o Google+, afinal é um produto deles e seria tolice se não o fizessem. A petição para que o YouTube volte a ser como antes ainda segue firme e forte, mas como todos sabem, não dará em nada. Se o Google conseguir sanitizar o YouTube de vez e o preço for engolir o Plus, que seja.

Fonte: YT Creators via Ars Technica.

relacionados


Comentários