Home » Indústria » Lenovo vai investir US$ 100 milhões em um centro de P&D no Brasil

Lenovo vai investir US$ 100 milhões em um centro de P&D no Brasil

Lenovo vai investir em algo quase inédito na maioria das empresas brasileiras: um centro de Pesquisa e Desenvolvimento, investindo US$ 100 milhões na “brincadeira”. Logo, logo teremos aquele ThinkPad moleque, de várzea, com a robustez pé-de-boi dos tempos áureos da IBM.

6 anos atrás

Lenovo Yoga Stand

Quando a Lenovo comprou a divisão de PCs da IBM em 2005, a impressão unânime era que a Gigante Azul havia endoidado. Os ThinkPads perderiam sua qualidade e características de equipamento pé-de-boi, capazes de resistir à força mais destrutiva conhecida pelo homem: um empregado usando um equipamento que não saiu do bolso dele. No final tudo deu certo, os equipamentos continuaram sendo produzidos com a mesma robustez, atendendo ao mercado corporativo, e se espalharam para o mundo doméstico.

Hoje a Lenovo tem receita bruta de US$ 29,57 bilhões, é o segundo maior fabricante mundial de computadores e o número um no mercado brasileiro. Manter isso não é fácil, e exige algo quase inédito na maioria das empresas brasileiras: um centro de Pesquisa e Desenvolvimento. Só que a Lenovo não é brasileira, então sabe que pra ganhar dinheiro é preciso investir dinheiro. Dinheiro esse no valor de nada desprezíveis US$ 100 milhões, que será usado na construção de um centro de pesquisas em São Paulo.

O projeto irá criar pelo menos 100 empregos altamente qualificados, então se você gostou da idéia, é hora de mandar currículo.

Para o Brasil é excelente, ganhamos expertise e temos exemplos para o empresariado local, mostrando que nem todo dinheiro precisa ir para champagne com foguinho, talco boliviano, mulheres rápidas e cavalos lentos.

Claro, espero MESMO é que a Lenovo tire do reino dos virais os notebooks que “demonstrou” anos atrás nos primórdios do YouTube:

Este:

Este:

E este:

Fonte: TCN.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários