Mais da metade dos aparelhos Android no mundo já roda alguma versão do Jelly Bean

fragmentAndroid

Uma das coisas que muitos críticos do Android mais bradam é a tal da fragmentação do sistema operacional do Google. Em junho de 2010, ficava até chato argumentar contra isso, dada a salada de versões, e que ainda por cima eram bem precárias.

Ainda bem que a tecnologia avança e hoje a realidade é outra. O Android Jelly Bean, nome dado inicialmente às versões 4.1.X, já utiliza um layer intermediário, para que a disparidade entre os aplicativos seja a mínima possível. Se você é developer da plataforma, sabe do que eu estou falando.

E esta edição do robô está se tornando cada vez mais popular. Demorou quase um ano e meio, é verdade, mas o Google agora pode dizer que a maioria absoluta dos Android ativos no mundo rodam ao menos alguma versão do Jelly Bean. 52,1% dos proprietários têm em sua mão um aparelho com o sistema na versão 4.1 ou superior. Pra sermos mais exatos, segundo os números divulgados pela empresa, a fatia desta edição é de 37,3%. Soma-se a isso os 12,5% do Jelly Bean 4.2 e 2,3% da versão 4.3. Ainda assim, a adoção do Android 4.2 duplicou desde agosto.

Screen-Shot-2013-11-03-at-8.14.41

Sabemos, no entanto, que o reinado do Jelly Bean deve ter curta duração. Isso porque o Android 4.4 KitKat chegará ao consumidor final ainda este ano. E a ideia da nova versão é justamente suportar o maior número possível de dispositivos Android, mesmo até alguns aparelhos mais antigos, e dar cabo à qualquer tipo de fragmentação.

Ainda assim, é certo que a compatibilidade irá aumentar muito, o que é bom para todos os usuários da plataforma, e nem tanto assim para quem ainda insiste – de forma leviana, para não dizer, ignorante – que o Android é um sistema ruim, complicado, atrasado, fragmentado ou qualquer outra falácia que o valha.

Fonte: Google.

Relacionados: , , , ,