Home » Games » Online Pass também afeta campanha principal do Assassin's Creed IV

Online Pass também afeta campanha principal do Assassin's Creed IV

Se você planeja comprar o Assassin’s Creed IV usado, saiba que desta maneira não terá acesso a uma mecânica importante do modo single-player.

6 anos atrás

Assassin's Creed IV: Black Flag

Nos últimos meses temos visto empresas como a EA e a Sony abandonando o Online Pass, estratégia que visava incentivar os consumidores a comprar cópias novas dos games ao impedí-los de jogar online. No entanto, a Ubisoft é uma que ainda acredita no modelo e para a indignação de muitos, com o Assassin's Creed IV: Black Flag os franceses foram além.

Como costuma acontecer, ao adquirir o game recebemos um código, que eles chamam de uPlay Passport e que deve ser atrelado à nossa conta. Normalmente isso libera a porção online dos jogos, mas caso não façamos isso no ACIV, uma parte importante da campanha principal não estará disponível, que é a adição de novos navios à nossa frota.

Assim como acontecia nos capítulos anteriores, onde podíamos recrutar novos assassinos para nossa equipe, no novo jogo isso acontece com navios que capturamos e que podem ser enviados à determinadas missões, retornando com dinheiro e itens. Aparentemente tendo se dado conta de que isso seria um elemento chave - porém não fundamental - para a aventura, a Ubisoft tomou a estúpida decisão de não disponibilizá-lo a quem comprou uma cópia usada do game.

Em outras ocasiões eu até defendi o Online Pass, por considerar que esta seria uma maneira relativamente justa das desenvolvedoras lucrarem com as revendas de jogos, porém, desta vez não há como me posicionar do lado da Ubi. Primeiro porque o mercado já mostrou que a ideia além de não ser bem aceita, não teve um resultado significativo. Segundo porque impedir que o jogador tenha acesso a uma mecânica da jogabilidade pode influenciar consideravelmente na experiência, algo que pode ter um efeito bastante negativo.

Tudo bem, o jogo poderá ser terminado mesmo sem a utilização de frotas? Sem dúvida, mas fico pensando quem foi o imbecil que deu esta ideia e pior, quem a aprovou. Espero não estar enganado, mas acho que a repercussão será tão ruim que eles acabarão reconsiderando a decisão.

Fonte: GameInformer.

relacionados


Comentários