Home » Games » Games para PC » BGS 2013: Dying Light é aposta da Techland para consertar erros de Dead Island

BGS 2013: Dying Light é aposta da Techland para consertar erros de Dead Island

Produtor da Techland apresenta novo game onde comportamente dos zumbis muda durante a noite, aumentando a dificuldade

6 anos atrás

dying-light-001

A Techland foi atacada tanto pela mídia especializada quanto pelo público por conta dos dois títulos da série Dead Island. Tanto o primeiro quanto Riptide receberam as mesmas acusações: balanceamento terrível, bugs demais e jogabilidade sem nenhuma inovação, chegando a se tornar monótono após algum tempo. Isso para um game com uma temática tão batida quanto zumbis é fatal, sem trocadilhos.

Entretanto a desenvolvedora polonesa pode estar aprendendo o caminho das pedras. Dying Light, sua nova empreitada multiplataforma mostra muito dos dois títulos da empresa, mas com mais maturidade e com um desafio variável, além de até o momento parecer bem mais estável.

Presente na BGS 2013, o demo do jogo é um dos destaques do estande da distribuidora Warner, onde versões do PS3 e Xbox 360 estão disponíveis para testes. Apesar de estar muito bonito a versão para PC, meio escondida no estande da nVidia, é a que merece atenção. Em uma demonstração especial, o produtor Tymon Smektala destacou que graças a uma parceria com a fabricante de GPUs, o game foi otimizado e roda liso em PCs poderosos.

dying-light-002

No demo disponível na feira, você é colocado numa cidade em frangalhos apinhada de zumbis. Sua missão é se manter vivo, montando armadilhas para mantê-los longe de seu acampamento. O mais interessante é o fato que o jogo possui dificuldade variável com o passar do tempo: de dia os inimigos são mais burros, mas à noite eles se tornam mais rápidos, inteligentes e agressivos: e é preciso muita astúcia para se manter vivo.

O combate por enquanto se mostra um tanto repetitivo. As armas disponíveis são as esperadas num cenário pós-apocalíptico: bastões, machados, facões a afins. O jogador possui movimentos rápidos como deslizar no fim de uma corrida para passar por buracos e habilidades de escalada, e já que a cidade se assemelha muito a uma favela, boa parte do tempo você será obrigado a pular de casa em casa para fugir das hordas de zumbis, o que é dificultado à noite, já que eles passam a escalar as casas.

Como o demo é curto ainda écedo para dizer que o game está livre dos problemas que afligiram Dead Island, mas ao menos o tom do jogo mudou. Como errar é humano e persistir no erro custa caro, é de esperar que dessa vez a Techland acerte, caso contrário não haverá uma quarta vez.  Dying Light estará disponível em 2014 para PC, Xbox 360, Xbox One, PS3 e PS4.

relacionados


Comentários