Apple atualiza Macbooks Pro e Mac Pro com procesadores Haswell e Thunderbolt 2.0

mac-pro-002

A Apple gosta de alfinetar a Microsoft, sempre gostou. No keynote realizado hoje, ela deixou claro que diferente da concorrência (ou para quem pega recado na escada, o Surface) que não sabe se transforma um PC num tablet ou vice versa, casa ou compra uma bicicleta, ela prefere focar em seus produtos de forma separada. Quem quer um notebook simples vai de Macbook Air, aquele que junto com o iPad sepultou o netbook, aquele cadáver que Tim Cook ainda insiste em chutar; quem prefere uma máquina mais parruda escolhe um iMac ou um Macbook Pro, e profissionais com bala na agulha e necessidade de poder de fogo ficavam com o Mac Pro, que andava meio às traças nos últimos anos.

Não mais: apresentado na WWDC, o questionável novo Mac Pro é uma senhora máquina, capaz de rodar Crysis com uma mão nas costas enquanto planta bananeira, assovia e chupa cana, tudo ao mesmo tempo.

Tim Cook sobre a concorrência

Tudo dito na ocasião foi repetido, mas não custa nada lembrar: apesar do formato de cervegela sem tampa, o trem é um desktop tão kickboxer quanto o mercado para o qual ele é indicado exigia: profissionais de ponta. Por isso a Apple não economizou: processador Xeon E5 de 3,7 GHz e variantes de quatro ou seis núcleos, 12 ou 16 GB de RAM DDR3 ECC (podendo chegar até 64 GB, já que a memória é acessível ao usuário), sistema de duas GPUs AMD, D300 com 2 GB ou D500 com 3 GB de VRAM, 1 TB de armazenamento Flash PCIe, seis portas Thunderbolt 2.0, 4 portas USB 3.0, duas Ethernet e uma HDMI 1.4, além de conectividade Wi-Fi e Bluetooth 4.0. Em resumo, um monstro capaz de encadear três monitores 4k simultaneamente.

A Apple espertamente o despachou para profissionais de cinema, fotografia e música para que o testassem. Dean Devlin, produtor responsável por Stargate, Independence Day e Godzilla gostou da latinha, dizendo que “editar filmes em 4k em tempo real agora é uma realidade, e que o Mac Pro vai mudar a forma que eu faço filmes”. Tudo bem que o Surface 2 Pro pode editar um vídeo em 6k, mas a confiabilidade que um desktop passa ainda é maior. O produtor musical de Madonna e Lady Gaga Stuart Price disse que ele é “perfeito para um estúdio de gravação”. O fotógrafo da National Geographic Lucas Gilman também adorou o Mac Pro.

Dean Devlin sobre o Mac Pro

Agora a dolorosa: a configuração inicial com processador quad-core sairá por módicos US$ 2.999,00. Já a versão vitaminada (mais ainda?) custará mil dólares a mais. O Mac Pro estará disponível em dezembro. Ainda que muita gente tenha ficado com vontade, gastar tudo isso num desktop (e fatalmente ele custará uns R$ 13 mil quando chegar aqui) só para edições medianas parece um grande desperdício de hardware e dinheiro. Já um profissional que precisa de uma máquina monstruosa pode tirar mais dele.

Macbook Pro 13 e 15 polegadas

Já na área mais em conta (mas não muito) da Apple, há a linha Macbook Pro, seus notebooks de ponta que também foram atualizados. Ambas versões de 13 e 15 polegadas com telas Retina receberam processadores Haswell: o modelo menor tem opções do i5 dual-core com 2,4 ou 2,6 GHz, 4 ou 8 GB de RAM e SSD híbrido de 128, 256 ou 512 GB. As três configurações possuem gráficos integrados Intel Iris e portas Thunderbolt 2.0 e o conjunto está mais leve e fino, pesando apenas 1,5 kg e 18 mm de espessura. Os preços começam em US$ 1.299,00 e já estão disponíveis.

O modelo de 15 polegadas conta com processador i7 quad-core de 2 ou 2,3 GHz, 8 ou 16 GB de RAM, gráficos Intel Iris (o modelo mais caro pode ser customizado com uma GPU nVidia GT 750M de 2 GB) e 256 ou 512 GB de SSD, além da porta Thunderbolt 2.0. O preço da configuração inicial é US$ 1.999,00 e o mais caro, US$ 2.599,00, também já disponível. O modelo sem tela Retina de 13 polegadas ficou solitário, custando US$ 1.199,00 e muito provavelmente será descontinuado em breve.

Leia também:

Relacionados: , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples