Eis o HTC One Max, foblet com display de 5,9 polegadas e leitor de impressões digitais

htc-one-max

Confirmando as expectativas, a HTC resolveu pegar o One, seu atual top de linha e literalmente esticá-lo até atingir o tamanho de 5,9 polegadas, pois é exatamente o que o HTC One Max é: um One que comeu o cogumelo do Mario. Entretanto não é como se isso fosse ruim, o Max ainda é um excelente aparelho como seu “pai” também é.

A HTC deu uma melhorada no pacote de personalizações Sense UI, sendo o HTC One Max o primeiro aparelho a contar com a versão 5.5, já rodando no Android 4.3 Jelly Bean. A principal diferença entre ele e os outros aparelho da linha One é a presença do leitor de impressões digitais localizado na traseira, logo abaixo à câmera. Com ele é possível bloquear e desbloquear a tela deslizando o dedo para cima ou para baixo, similar ao que o Motorola Atrix fazia. É possível também configurar o leitor para abrir três dos apps favoritos, atribuindo um dedo para cada.

As únicas decepções do aparelho ficam por conta do processador e câmera. O primeiro confirma que a HTC preferiu manter o hardware do One, já que o Max possui o mesmo SoC Snapdragon 600 da Qualcomm, um quad-core com clock de 1,7 GHz e GPU Adreno 320 enquanto seus concorrentes (que não são poucos) já pularam para o Snapgradon 800, de 2,3 GHz e Adreno 330. Já a câmera é a mesma do One, uma UltraPixel de 4 megapixels que inexplicavelmente perdeu a função de estabilização de imagens, algo que eles já haviam feito com o HTC One Mini. Já a bateria foi melhorada: são 3.300 mAh contra 2.300 do One, até para dar conta do gigantesco display de 5,9 polegadas (maior até que o Galaxy Note 3, de 5,7″) com resolução Full HD, o que lhe confere uma atraente densidade de 373 pixels por polegada.

O HTC One Max continua com 2 GB de memória RAM, além de possuir versões com 16 e 32 GB de armazenamento interno (expansíveis via Micro-SD) e sistema de som Boom Sound de tecnologia própria, já que a parceria com a Beats Electronics foi pra cucuia. Já o design pouco mudou, a não ser pelo detalhe que a tampa traseira é removível dando acesso à bateria, cartão SIM e cartão de memória.

Particularmente eu achei o HTC One Max um aparelho interessante e como ele essencialmente é o One, não seria surpresa se o Google também incluí-lo em seu programa de aparelhos com Android Stock, além da possibilidade da Microsoft também poder introduzir o Windows Phone nele. As vendas do aparelho começam nesta semana na Europa e em novembro nos Estados Unidos, sem informação de preços. Já o Brasil não será agraciado com seu lançamento, pois a HTC infelizmente não mais atua no país.

Fonte: DD.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples