Home » Games » Testamos: Dark Souls II

Testamos: Dark Souls II

Tivemos acesso antecipado ao beta do Dark Souls II e por mais difícil que seja de acreditar, o jogo está ainda mais impiedoso.

6 anos atrás

dark-souls-2-2

Entre as 01 h e 04 h do último domingo a FromSoftware realizou o primeiro Network Test do Dark Souls II, com o objetivo de analisar a capacidade dos servidores e se preparar para minimizar ou eliminar problemas no lançamento (Estou olhando para você, Blizzard. E Electronic Arts. E Ubisoft.).

Vamos logo ao que interessa: eu morri. Muito. Mas sendo um profissional de Demon’s Souls e conhecendo bastante o Dark Souls, eu posso dizer que não me saí mal, vendo o fatídico YOU DIED apenas 7 vezes no decorrer das 3 h em que durou o teste. Claro, depois que virei undead fiquei de ajudar outros em seus jogos, até porque, conhecendo nada do cenário ou dos bosses, me meter sem saber o que vinha pela frente era pedir para ser despachado.

O que podemos esperar do próximo lançamento da From?

As classes disponíveis no teste foram Soldier, Warrior, Sorcerer, Temple Knight, Dual Swordsman e Hunter. É provável que outras classes estejam disponíveis na versão final do jogo, até porque senti falta de um clérigo/padre ou algo assim. Infelizmente, dada a curta duração do teste, não seria possível testar todas as classes, optei por me aprofundar em uma específica e ver até onde eu chegaria (spoiler: não muito longe). O escolhido foi o Warrior, uma mistura de nobre com cavaleiro, sem magias mas com armadura decente.

dark-souls-2

Quanto ao jogo, ele mantém a estrutura de mundo aberto, dando ao jogador total liberdade para escolher como quer ser desmembrado. A atmosfera porém parece ainda mais escura. Veteranos se lembrarão das primeiras locações de Dark Souls, especificamente Firelink Shrine, onde está o primeiro acampamento (bonfire) e se chocarão em ser jogados diretamente em uma floresta e cavernas escuras como breu cercadas de abismos. Pense em começar Demon’s Souls pelo Valley Of Defilement e você não estará muito longe. De fato é quase possível se guiar pela primeira caverna somente pelas poças de sangue dos mais desastrados que não viram o fim do chão.

O jogo está absolutamente mais difícil (sim, aparentemente é possível). Se no combate 2x1 a vitória já não era garantida, que dizer de 12×1? E sim, essas situações acontecem.

Dos bosses que conseguimos ver, estavam:

  • 3 liches que invocam esqueletos (12×1, lembra?);
  • Alguma coisa grande (eu juro, eu morri sem ver o que era);
  • Uma carruagem infernal (único boss que consegui ver morrer, 5 min antes do teste acabar).

Vejam bem, 3h de jogatina non-stop e somente um boss morto. Dark Souls II é quase que impossível se jogado singleplayer ou offline. Quando um novo tipo de inimigo é encontrado e você está só, você morre. Quando você finalmente chega em um boss, você morre, e se dê por feliz se conseguir entender como morreu (vide boss 2).

Cooperativamente, porém, a coisa muda de figura: com fantasmas experientes é possível chegar bem longe, e talvez vencer o boss, se a comunicação entre você e os gasparzinhos funcionar (lembre-se, a mecânica se mantém: sem vozes, sem VOIP, apenas alguns gestos vagos).

Quem jogou Demon’s Souls e Dark Souls 1 entende as diferenças no combate, sendo mais dinâmico neste segundo, o que se mantêm no Dark Souls II. Os movimentos estão todos lá: light attack, heavy attack, block, parry, leap, etc. Bonfires restauram seu health e são utilizados para upgrades, ao custo de respawnar todos os inimigos do jogo. Morreu, perde as souls, que vão ficar na sua poça de sangue. Tocou sua poça, recupera as souls. Morreu antes de chegar lá, perde todas elas para sempre (um longo tempo).

Tecnicamente, não há novidades: o motor gráfico parece rigorosamente o mesmo do primeiro Dark Souls, que por sua vez era uma versão um pouco melhorada do de Demon’s Souls.

Uma observação que merece ser feita, mas que não é possível dizer se foi um bug do cliente de teste ou uma feature do jogo, é que durante o carregamento quando você vai para o mundo de outro jogadores, é possível ouvir ruídos antes do jogo voltar. Se isso é planejado ou não eu não sei, mas definitivamente mantém você em um nível de tensão elevado, na impressão de que nem chegou e já está para ser empalado.

Resumo do teste:

  • Duração: 3 h
  • Mortes: 7
  • Expectativa de vida média: 23 min
  • Número de reinícios (por morte sua ou do dono do mundo): 16

O slogan de Dark Souls II poderia ser parecido com o do seu precursor: “Prepare-se para morrer. De novo. E de novo. E de novo…

relacionados


Comentários