Home » Games » Análises » PES 2014, a promessa de uma reformulação

PES 2014, a promessa de uma reformulação

Mesmo com alguns problemas, PES 2014 se mostra um bom jogo e indica que próximas edições poderão lucrar muito com a nova engine. Leia nossa análise.

6 anos e meio atrás

pes-2014

Quem acompanha futebol, principalmente o brasileiro, sabe que algumas vezes um grande clube precisa segurar o investimento, manter uma equipe mediana durante uma ou duas temporadas, para então dar início à busca por títulos e após jogar o PES 2014, a sensação que tive foi de que a Konami resolveu apostar nesta estratégia.

Caso não saiba, com a ultima edição do seu simulador de futebol a empresa japonesa resolveu que precisava adotar um novo motor gráfico e ao mesmo tempo que esta é a principal virtude do jogo, podemos considerá-la também o seu ponto fraco. O problema é que aparentemente a equipe responsável pelo título não teve tempo suficiente para aproveitar o kit de ferramentas desenvolvido pela Kojima Production e em vários aspectos é possível notar que o PES poderia (e deveria) ter recebido mais atenção.

Começando pela parte visual, o salto de qualidade que a engine propiciou é rapidamente notado, seja na iluminação mais natural ou nos estádios vivos, mas principalmente na movimentação dos atletas que dessa vez está muito mais realista, abandonando aquela sensação de estarmos vendo robôs correndo para cá e para lá.

Por outro lado, se alguns dos jogadores mais famosos estão com seus rostos beirando a perfeição, o trabalho visto na maioria é até inferior a o que tínhamos nas edições anteriores, o que mostra que um pouco mais de tempo teria feito muito bem à produção. Além disso, incomoda a ausência dos bandeirinhas nas laterais e mais ainda as partidas sob chuva ou neve.

pes-2014-5

Passemos então para a jogabilidade e é aí que residem os maiores motivos de discussões. O que mais tenho visto pela internet são pessoas reclamando do quanto o PES 2014 ficou mais travado e da falta de emoção nas partidas.

Bom, primeiro tenho que dizer que concordo com esses comentários, mas não encaro isso como uma crítica. A partir desta geração eu passei a gostar menos da franquia justamente por achar seu estilo pouco realista, tentando muito mais criar uma movimentada partida de futebol do que uma uma disputa mais realista e na minha opinião, este é disparadamente o PES que mais se aproximou de um jogo de verdade.

Para os purista, que nunca conseguiram se acostumar com os últimos FIFA, acho sim que o impacto ao colocar as mãos neste novo capítulo da série da Konami será bem grande e se eles não estiverem dispostos a "reaprender" a jogar futebol, provavelmente praguejarão veementemente contra a decisão do estúdio.

Particularmente não gostei muito do sistema de dribles, que em boa parte das vezes fazem com que eles saiam diferente do que desejávamos, mas acho que isso poderá mudar com a prática e caso você queria uma pouco mais de liberdade, a nova mecânica de enfiada de bolas é bem interessante, mas também exige um certo treinamento para ser dominada. pes-2014-2Por falar em treino, é fortemente recomendado que você passe um tempo nesta seção do jogo, sob o risco de ficar bastante perdido se o ignorar.

Há de se lamentar ainda o relativo pequeno número de clubes licenciados - apesar de todos os brasileiros, argentinos e chilenos de suas respectivas primeiras divisões - e principalmente, o trabalho dedicado à dublagem, que além de contar com uma série de frases que bizarramente não são completadas, mostrando uma falha terrível de programação, sofre com uma enorme diferença de qualidade nas gravações. Sem dúvida algo lamentável e até mesmo vergonhoso.

Mas com tudo isso, podemos dizer que o PES 2014 é um jogo ruim? Acredito não, pois prefiro olhar para ele como o primeiro passo em direção a uma volta por cima, algo que muitas vezes vemos nossos times só conseguindo fazer ao cair para a segunda divisão e que neste caso, poderá significar uma melhor condição de a médio prazo fazer com que ele voltem a fazer frente à concorrência. Só precisamos saber se a Konami conseguirá aproveitar essa chance que ela mesma está lhe dando e assim construir um time, ou melhor, um jogo capaz de fazer jus à sua história.

Como aqueles promissores jogadores que surgem todos os anos nas divisões de base dos clubes brasileiros, PES 2014 nos deixa com a esperança de que o futuro da série poderá ser muito bom, mas para se tornar realidade, há várias arestas que precisam ser lapidadas.

relacionados


Comentários