Home » Mercado » Bloomberg: Microsoft teria proposto à HTC para inserir o Windows Phone em seus aparelhos Android

Bloomberg: Microsoft teria proposto à HTC para inserir o Windows Phone em seus aparelhos Android

Segundo Bloomberg, Microsoft teria inclusive a intenção de eliminar a taxa de licença caso a HTC instale o WP8 em aparelhos que já contam com o Android

6 anos atrás

"I'm gonna make HTC an offer it can't refuse"

Quando a Microsoft adquiriu a Nokia, muitas dúvidas foram levantadas a respeito de qual seria sua postura com os fabricantes de smartphones parceiros. Apesar da empresa finlandesa já ter se convertido em sinônimo do Windows Phone 8, outras fabricantes como Samsung, Huawei e HTC poderia ficar a ver navios. Não que isso seja um problema para as duas primeiras, com bases sólidas no Android, mas um abandono por parte de Redmond seria um baita revés para a fabricante taiwanesa, que vem enfrentando problemas diversos como o fiasco do HTC First e o fim da parceria com a Beats Electronics, fora o fato de que está perdendo dinheiro.

Porém, segundo o Bloomberg Redmond teria feito um proposta curiosa para a HTC: de acordo com as fontes a Microsoft ofereceu uma oportunidade de incluir “em separado” (atenção para este fato) o WP8 nos modelos de aparelhos já suportados pelo Android. Não se sabe quais os detalhes do acordo e como isso seria de fato posto em prática, a possibilidade mais provável seria fornecer um mesmo aparelho com opções de sistema distintas, cabendo ao consumidor escolher qual prefere utilizar.

Como forma de incentivo a Microsoft teria oferecido a possibilidade de cortar consideravelmente o valor da licença de uso do WP8 ou até mesmo eliminá-la.

Será?

Há quem diga que a Microsoft pode estar pensando em instalar o WP8 nos smartphones em dual-boot com o Android. Uma ideia legal, mas não quer dizer que seja boa. O usuário final não quer complicações, explicar para ele que o HTC One X tem dois sistemas operacionais soaria completamente alienígena. Além do mais a Microsoft já fez algo parecido com a Nokia, quando o N9 serviu de base para o Lumia 800.

Caso a proposta se concretize e o período de experiência se mostre vantajoso para a Microsoft e a HTC, o WP8 poderá expandir consideravelmente caso outros fabricantes se sintam atraídos a voltarem a investir na plataforma, principalmente se o valor da licença for mesmo eliminado. Não que eu acredite que a Samsung vá expandir sua atual fatia do Windows Phone, mas outras fabricantes como Sony e LG podem ver nisso um novo mercado a ser explorado, beneficiando a si mesmas e a Microsoft.

Fonte: Bloomberg.

relacionados


Comentários