Home » Destaques » Adoção do Windows 7 cresceu mais do que a do Windows 8 em setembro

Adoção do Windows 7 cresceu mais do que a do Windows 8 em setembro

Net Applications revela: ainda que a participação do Windows 8 tenha aumentado, números mostram que market share do Windows 7 cresceu ainda mais

5 anos atrás

windows-7-vs-windows-8

Eu venho utilizando o Windows 8 desde a primeira versão preview, lançada dois anos atrás. Tirando alguns problemas que tive com a última versão antes da final a transição para o novo modo de trabalho não foi nem um pouco traumática, mas como eu costumo dizer eu não sirvo como parâmetro, pois gosto de experimentar coisas novas. Já a grande maioria dos usuários Windows não tem visto o sistema com bons olhos, o que revela os dados de setembro coletados pela Net Applications.

Segundo o órgão, a utilização do Windows 8 na web cresceu 0,61% no último mês, conseguindo com isso abocanhar 8,02% do market share, um valor superior a todos os Macs instalados com versões do Mac OS X do 10.6 ao 10.8 (o que não é algo tão alienígena assim) e do Windows Vista, ficando na terceira posição dos SOs. Entretanto o Windows 7, cuja adoção deveria estar caindo cresceu mais que seu sucessor: com um aumento de 0,8% o SO detém 46,39% do mercado, ainda isolado como o sistema operacional mais utilizado do mundo. Já o XP caiu vertiginosos 2,24%, detendo 31,42% do mercado e permanecendo na segunda posição.

net-apliccations-001

Não que esses números sejam ruins: dividindo por plataformas o Windows ainda detém 90,8% do market share (incluindo aí Windows 8.1 e incrivelmente Windows NT e 2000, que ainda pontuam) contra 7,03% do Mac. Já o Linux detém apenas 1,65% dos desktops e os sistemas restantes respondem por 0,52%.

O problema maior da Microsoft é que ela concorre com ela mesma, tendo em vista que o Windows 7 é um sistema operacional muito bom ao passo que o Windows 8, ainda que não seja um Vista da vida afugenta o usuário padrão com suas mudanças estéticas radicais. E claro, a resistência padrão das empresas em migrar para um novo sistema operacional sempre foi uma pedra no sapato de Redmond, e dessa vez convencê-las a mudar está sendo levemente mais complicado.

A esperança da Microsoft é que o lançamento do Windows 8.1 reaproxime esse usuário, já que trará entre outras coisas o botão Start de volta (sort of, na verdade), portanto esses números podem mudar consideravelmente até o fim do ano.

Fonte: ZDNet, TC e Engadget.

relacionados


Comentários