Home » Hardware » Intel lança a linha Bay Trail de processadores para tablets

Intel lança a linha Bay Trail de processadores para tablets

Intel entra no jogo dos processadores para tablets com a linha Bay Trail, prometendo maior performance com menor consumo de energia e custo

6 anos atrás

intel-bay-trail-soc

O quadro atual de fabricantes de SoCs para dispositivos móveis consiste da Qualcomm e nVidia dividindo o mercado com seus processadores Snapdragon e Tegra, com a Intel correndo por fora, estando presente apenas em modelos com Windows Pro através da linha Core atual. Entretanto a empresa anunciou durante a Intel Developers Forum a nova linha de processadores Bay Trail, voltada exclusivamente para tablets e notebooks econômicos.

A linha de SoC revelada possui variantes dual e quad-core e litografia de 22 nanômetros, e segundo a empresa tablets equipados com eles poderão ter uma performance muito maior com menor consumo de energia, sendo inclusive capazes de rodar aplicações x86. Aliás, o processador conseguiu alcançar a marca de 43.416 pontos em seu primeiro benchmark, 30% além do Snapdragon 800 (que atingiu 30 mil pontos) e mais: utilizando um  clock de 1,1 GHz; contra 2,3 GHz utilizados pelo SoC da Qualcomm.

Durante o evento a Intel exibiu um tablet Windows equipado com o processador que rodou aplicações como o jogo Team Fortress 2 (ainda que em configurações medianas) e o Photoshop completo, sem muito esforço. Como o processador faz uso da mesma GPU da Intel já empregada em placas-mãe e notebooks, ele tem suporte ao DirectX 11, OpenGL ES 3.0 e displays com resolução de 2560×1600 pixels. Um protótipo foi inclusive mostrado rodando um vídeo 4K sem problema algum.

intel-bay-trail-001

Mesmo com tanto poder de fogo o Bay Trail em teoria não é comilão: sua autonomia segundo a Intel é de até 10 horas de uso ou três semanas em stand-by. O mais surpreendente é que mesmo com tudo isso os tablets nem fiquem tão caros: segundo o gerente geral do grupo de Mobilidade e Comunicação da Intel Chris Walker, a empresa pretende disponibilizar os primeiros modelos com o SoC — que também é compatível com Android — até o fim do ano e custando até 200 dólares, “com as fabricantes tendo a flexibilidade de irem ainda mais baixo (mais barato)”. É esperar para ver.

Fonte: The Verge.

relacionados


Comentários