Home » Indústria » Electronic Arts: demite 1.000, fecha 9 estúdios e adota o Valve Steam

Electronic Arts: demite 1.000, fecha 9 estúdios e adota o Valve Steam

Passaralho na Electronic Arts: a editora anunciou que irá cortar 10% da sua força de trabalho. E disponibilizar alguns de seus jogos no Steam.

11 anos atrás

A Electronic Arts anunciou que irá cortar 10% da sua força de trabalho, fechar e realocar 9 estúdios e centralizar o desenvolvimento. A crise chegou para indústria de games.

A empresa diz que irá investir em menos títulos, com mais qualidade, algo que é sempre bem-vindo. A EA é conhecida por comprar empresas de desenvolvimento, criar um franchise totalmente formatado, padronizar 70% dos recursos e levá-los à ruína criativa. É o McDonald′s dos games, mas isso não significa que não tenha bons sanduíches, digo, jogos.

Eles também querem concentrar em jogos com maiores margens de lucro, o que faz sentido. Existem muitos jogos excelentes no mercado que passam despercebidos pelos gamers e a empresa criadora fecha as portas por não ter sustentabilidade. A EA espera com a medida, economizar 120 milhões de dólares ao longo de 2009.

A empresa está realizando está reestruturando para enfrentar melhor os tempos de queda nas vendas, mas alega que ainda irá correr riscos criativos, com jogos como o Spore, considerado o mais pirateado da história, principalmente depois que a empresa anunciou o esquema cretino de DRM usado no game. Mas muitos dos downloads ilegais são na verdade uma retaliação: as pessoas compram o game e usam a versão Jack Sparrow para não contaminar a máquina e preservar ao máximo a quantidade de ativações possíveis.

Moardib_Electronic_Arts_Redwood

Steam — Uma Nova Esperança

O esquema de DRM da EA é punitivo para quem compra o jogo legalmente. A empresa amarga altas taxas de retaliação. O Mass Effect, por exemplo, se você trocar a placa de vídeo, perde uma ativação. Trocou o processador, mais uma. Se precisar reinstalar o sistema operacional, vai ter que ligar para o suporte da EA todas as vezes que quiser instalar o jogo. Pois já foram 3 instalações.

Isso é um incômodo tão grande que as pessoas compram o jogo, ativam. E se for preciso usar outra ativação, usam uma cópia pirata que nesse caso, não considero pirata. Se pagou pela licença de uso do jogo, deixe o usuário honesto em paz.

Mas eis que a Valve ganha mais um ponto em direção a consolidação da plataforma de distribuição digital. A Electronic Arts vai colocar 5 títulos seus top de linha para serem distribuidos pelo Steam. E com o Steam, espera-se que o SecuROM fique para trás, deixando o gamer instalar quantas vezes for necessário, podendo efetuar backups dos pacotes de atualizações e só precisar de um login único.

Isso é uma vitória da Valve e hoje, o overhead causado por ele pode ser considerado mínimo. Eu já fui um grande crítico por causa do excesso de memória que ele consumia, mas ao longo dos anos, a Valve melhorou muito. Só espero que eles liberem os downloads para o Brasil também em breve, porque por enquanto, somente América do Norte.

Os games iniciais são: Spore, Warhammer Online: Age of Reckoning, Mass Effect, Need for Speed Undercover e FIFA Manager 2009.

Fontes: RTTNews e SteamPowered.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários