Home » Hardware » Sem nenhuma surpresa, corte de preço do Surface Pro se torna permanente

Sem nenhuma surpresa, corte de preço do Surface Pro se torna permanente

Microsoft anuncia que corte promocional no preço do Surface Pro passa a ser permanente; preço da Touch Cover também caiu

6 anos atrás

surface-pro

O Surface  Pro é uma máquina e tanto, capaz de coisas incríveis. O grande problema da Microsoft foi vender ele como um tablet, quando ele é um computador parrudo com hardware respeitável. Para concorrer com o iPad já existe o RT, apesar de que ele não anda muito bem das pernas, o que levou a um corte de preço violento.

O erro de estratégia de Redmond está custando a visibilidade do Pro: ser comparado com tablets chega a ser uma injúria, ele deveria ser colocado no mesmo patamar do Macbook Pro e outros notebooks potentes, com a vantagem de ser mais leve e portátil. Inevitavelmente veio a conta: a Microsoft também reduziu seu preço, mas a princípio o desconto de 100 dólares era uma promoção por tempo limitado.

Não mais. a Microsoft anunciou ontem, data do fim da promoção que a redução é permanente. Não obstante a Touch Cover também passará a custar menos. A partir de agora os valores são os seguintes:

  • Surface Pro de 64 GB: de US$ 899,99 por US$ 799,99;
  • Surface Pro de 128 GB: de US$ 999,99 por US$ 899;
  • Touch Cover: de US$ 119,99 por US$ 79,99;
  • Touch Cover Edição Limitada: de US$ 129,99 por US$ 89,99.

Apesar do corte representar um desejo de alavancar as vendas, há também a próxima geração do Surface que está a caminho, cuja versão RT ainda contará com processadores da nVidia, a despeito de informações divulgadas antes de que a Microsoft se voltaria para a Qualcomm (sorry, Laguna). Por sorte o Pro não sofre desse problema, já que é equipado com processadores i5 da Intel.

Só espero que a empresa acorde e desvincule o Pro dos tablets. Se começarem a vendê-lo como um notebook potente e bem mais portátil fará com que a percepção de concorrente do iPad seja diminuída, e consequentemente ele poderá se firmar como um notebook de respeito.

Fonte: The Verge.

relacionados


Comentários