Home » Ciência » Pesquisadores controlam cérebro humano à distância pela primeira vez

Pesquisadores controlam cérebro humano à distância pela primeira vez

Pesquisadores da Universidade de Washington desenvolveram a primeira interface cerebral humano-a-humano: um dos pesquisadores foi capaz de enviar sinais cerebrais via internet e controlar os movimentos de um colega.

6 anos atrás

Teste

Crédito da imagem: Universidade de Washington.

Pesquisadores da Universidade de Washington desenvolveram a primeira interface cerebral humano-a-humano: um dos pesquisadores foi capaz de enviar sinais cerebrais via internet e controlar os movimentos de um colega.

No início do mês divulgamos um feito semelhante, quando foi possível fazer com que um rato movimentasse a cauda, o passo agora é gigantesco quando comparado.

Utilizando gravações elétricas do cérebro e um tipo de estímulo magnético, Rajesh Rao enviou sinais para o cérebro de Andrea Stocco, que estava no outro extremo do campus da universidade, fazendo com que Stocco movesse o dedo no teclado.

Segundo Stocco:

A internet é utilizada para conectar computadores, e agora nós a utilizamos para conectar cérebros. Nós queremos pegar o conhecimento de um cérebro e transmiti-lo diretamente para outro.

Os pesquisadores gravaram toda a demonstração envolvendo os dois laboratórios.

Rao é professor de ciência da computação e engenharia, e trabalha com interfaces cérebro-computador há mais de 10 anos. Em 2011 ele iniciou uma parceria com Stocco, professor assistente de pesquisa em psicologia.

Os dois laboratórios foram coordenados via Skype, mas sem que os dois pudessem ver o que se passava.

Rao olhou para a tela do computador e jogou um game simples, utilizando apenas o cérebro. Quando ele precisava disparar um canhão, ele imaginava mover sua mão direita, mas sem movê-la.

Quase no mesmo instante Stocco, usando protetores de ouvidos e sem olhar para a tela do computador, moveu seu dedo direito para apertar a barra de espaço e disparar o canhão. Ele disse que a sensação foi a de um tique nervoso.

A tecnologia utilizada pelos pesquisadores é bem conhecida. Eletroencefalograma (EEG) é utilizado normalmente para gravar a atividade cerebral. Nesse caso, o sensor foi posicionado diretamente sobre a região cerebral que controla a mão direita de uma pessoa.

Diagrama B2B

A técnica permite ler apenas alguns tipos de sinais, não pensamentos, então nada de controle mental Jedi.

Ainda.

O próximo passo é testar o processo com informações mais complexas, se funcionar, o experimento será realizado com um número maior de pessoas.

Fonte: University of Washington

relacionados


Comentários