Home » Hardware » Estaria a nVidia com dor de cotovelo?

Estaria a nVidia com dor de cotovelo?

11 anos atrás

Muito vem se falando sobre os processadores com capacidades gráficas, com GPUs embutidas ou GPGPU. Enquanto que a AMD/ATI acena com o Fusion, a Intel pretende lançar em 2009 o Larrabee. Porém, quem dá sinais de que não está gostando dessa história é a nVidia. Para a empresa, adicionar uma GPU e uma CPU no mesmo "die" não faz o menor sentido, alegando que cada milímetro adicionado ao silício faz muita diferença e que no final das contas, sai mais barato separar os componentes.

Eles alegam ainda que o tipo de consumidor que compra esses novos chips não está muito preocupado com gráficos, que essas empresas não têm mais o que colocar nas CPUs e, no fim das contas, o consumidor não se importará. Portanto, se trata de uma economia sem sentido.

dori_nvidia_26.08 Mais precisamente sobre o Larrabee, chip que a Intel afirma que será de mais fácil de se programar (e muito mais flexível) do que as placas da ATI e nVidia, esta última alega que a tão falada tecnologia está fadada ao fracasso. Embora eles reconheçam que a Intel tenha colocado muita gente importante no desenvolvimento do processador, para eles o chip deverá ter um desempenho similar às placas lançadas em 2006.

Para concluir, a nVidia admitiu ter subestimado o poder das Radeons HD 4850 e 4870 mas que graças ao CUDA e ao PhysX, os donos de uma GeForce da série 8, 9 ou GTX 200 terão alguns benefícios, que lamentavelmente não foram citados. A explicação é que se forem comparados apenas os gráficos, a nVidia estaria mesmo atrás da ATI. No entanto, para eles, quando se olha para o futuro, é possível enxergar um pouco além dos gráficos.

Tudo bem, os executivos da nVidia que me desculpem, mas quando eu invisto milhares de reais em uma placa de vídeo para jogar, eu estou sim pensando apenas em gráficos.

[via Xbit]

relacionados


Comentários