Home » Fotografia » Arte, tecnologia ou necrofilia?

Arte, tecnologia ou necrofilia?

11 anos atrás

Wayne Martin Belger é um artista, e um sujeito doente. Ele cria câmeras que são obras de arte. Uma delas, Yama, é um crânio de alumínio, titânio, bronze, prata, ouro, 4 safiras, 3 rubis (só um deles custou US$5.000), sangue (sim, sangue) opalas e duas câmeras em soquetes de bronze nos olhos, fazendo imagens 3D.

Já a "câmera" acima se chama "terceiro olho", é feita de titânio, bronze, prata, pedras preciosas e um crânio com 150 anos de uma menina de 13 anos.

Mórbido? Talvez. Arte? Bem, se encaixa na minha definição de arte, que é "algo que eu não conseguiria fazer. Só sei que essas câmeras pelo menos não serão vendidas tão cedo pela Sony ou Kodak.

relacionados


Comentários