Home » Meio Bit » Android e Linux » Antivírus no Linux!

Antivírus no Linux!

11 anos atrás

linux_no_virus É fato que um bom sistema operacional não necessita de antivírus. A segurança do usuário deve ser garantida pelo sistema, afinal é através das falhas do sistema, seja ela qual for, que a maior parte crackers costumam explorar.

Tenho quase certeza que a maior parte dos leitores já ouviu falar: “Linux não precisa de antivírus”. E essa frase costuma “vender” bem. Principalmente no ambiente empresarial, já que o custo do licenciamento é uma parcela significativa do custo geral dos equipamentos. E pior, o consumo de recursos de hardware é, em grande parte dos casos, um fator preocupante para qualquer usuário, pois grande parte dos softwares antivirais modernos verifica o sistema ininterruptamente.

Mas então, Linux precisa ou não de antivírus?

Depende. Hoje praticamente todos os muitos softwares da categoria para o sistema Linux possuem estratégias pensando no sistema Windows.

De modo geral, usar antivírus no Linux serve para evitar espalhar vírus para computadores Windows. Em grande parte usada em servidores ou grandes redes empresariais para evitar que essas pragas se espalhem, seja verificando remotamente a partições Windows ou verificando emails e sites maliciosos.

Logo se você possui uma partição em Dual Boot com o Windows, um antivírus pode ser uma boa pedida. Até porque verificar o sistema sem iniciá-lo é muito eficiente contra alguns tipos de praga.

Mas sim, de modo geral nenhum usuário Linux precisa de antivírus. É interessante usar um em algumas ocasiões, mais não é algo “importante” para o sistema.

Pessoalmente uso o Avira Antivir em minha distro. Faz muito tempo, olhando nos repositórios encontrei ele e resolvi testar. Muito tempo depois descobri que ele era considerado uma das melhores alternativas gratuitas para o ambiente Windows. Em sua versão Linux possui uma interface gráfica idêntica a versão Windows.

Eu o mantenho até hoje em meu computador porque a porta USB de meu desktop é uma verdadeira meretriz, todo mundo que vem aqui em casa trata logo de plugar uma Pen Drive nela! E como eu não sei onde andaram enfiando ela, prefiro logo verificar o conteúdo para ter certeza se tem ou não vírus. Não que eu ache que o sistema vá entrar em colapso, mas porque me poupa um pouco de paciência com o pessoal reclamando que o PC deles foi infectado. É mais uma “terapia” pessoal contra o stress causado por esses indivíduos. Sempre que encontro algo fico com uma sensação de “dever cumprido”.

Os interessados podem fazer, assim como eu, um script para verificar uma Pen Drive (ou outro dispositivo de armazenamento) assim que conectado, já que grande parte dos antivírus para Linux roda em linha de comando. Como a verificação acontece em segundo plano, não vai alterar nada a dinâmica de uso da Pen Drive, além de ser um procedimento bem rápido.

Quem usa KDE, pode fazer assim:

Conecte uma Pen Drive qualquer, daí quando abrir a janelinha perguntando: “O que você deseja fazer?”; Aperte em “configurar”, depois em adicionar, selecione “Media removível montada” e adicione o comando de verificação de seu antivírus com o terminador %u para ele saber que vai agir somente no ponto de montagem.

Algo como: antivir -e %u. Onde o “-e” é uma opção adicional que eu achei interessante. Opções essas que podem ser encontradas através do comando antivir -help

Basta selecionar a caixa “Ação automática” para que não precise mandar fazer sempre a mesma coisa, coisa que eu não faço, já que minhas Pen Drives não passam por esse ritual.

Você pode também associar com outro aplicativo como: antivir -e %u && konqueror %u . Assim ele vai verificar se existe algum vírus e após concluído o diagnostico abrir uma janela com o conteúdo da Pen Drive. (Ele não efetua comandos em paralelo com o “&&”)

Veja alguns outros softwares antivírus disponível para o Linux:

Panda Antivirus for Linux

AVG Anti-Virus Free Edition

McAfee LinuxShield

Clam AntiVirus

avast! for Linux avast! for Linux Servers

Kaspersky Anti-Virus for Linux File Server

Ok. E esses antivírus ajudam proteger o Linux contra vírus?

De certo modo. O Avira, por exemplo, possui um System Guard muito semelhante ao que é usado no ambiente Windows, verificando se tem algum “malware” rodando no computador enquanto você usa ele. Pessoalmente deixo desabilitado, não vejo necessidade alguma. Não existe proteção melhor do que manter o sistema atualizado. Pra quem usa uma distro que mostra um “resumo” do upgrade, vai perceber que as vezes sai um upgrade de segurança (Meu último foi do CPUS. Acho que era algo que fazia o PC travar), sendo que tal falha havia sido descoberta ha pouco mais de um dia, o que é um tempo extremamente curto para desenvolver algum malware.

E sobre o “Linux” não possuir vírus porque não é popular: Todos os usuários do Vista que conheço fala que ele é imune. Então me parece que popularidade não é um bom argumento. Até porque, diversos sites e portais importantes rodam sobre Linux (Terra, Globo.com, HSBC, etc), sendo assim, motivo não falta.

E assim como eu disse anteriormente, o que importa não é a quantidade de vírus ou vulnerabilidades, boa parte dos vírus relatados para o ambiente Windows também são puro vaporware, o que realmente importa é a velocidade das correções. Usar um software antivírus pode ser interessante, mais cabe a você decidir o nível de importância que isso tem no seu dia-a-dia.

Enfim, está ai a dica, inclusive agora (quem não sabia) pode pensar em outros usos para quando conectar um dispositivo no seu PC. Quem sabe um Backup automático?

relacionados


Comentários