Aplicativos Web em Java ainda fazem sentido?

Essa é uma pergunta muito difícil de responder. O Java é uma linguagem de programação, isso deve ficar claro para quem for responder a pergunta do título.

A questão também envolve os maiores concorrentes do J2EE, a solução da Sun para aplicativos na web que tornou-se algo tão gigante, complexo, pesado e difícil de manter e configurar, que tem perdido mercado sistematicamente por causa do dinamismo da Web.

Não estou falando de aplicações gigantes de empresas, mas projetos menores, como uma ferramenta de publicação de conteúdo para um jornal online, por exemplo. Peça para um desenvolvedor proficiente em Ruby On Rails realizar uma alteração na aplicação e ele é capaz de fazer algo em questão de horas, rodando em Linux, Apache e MySQL. No J2EE, a resposta pode ser em dias. A Sun tem diminuído e melhorado algumas coisas, mas parece faltar fôlego para concorrer com o Django, Zope, Rails, TurboGears, entre outros.

Sem falar que o .Net está assumindo esse papel no universo de aplicativos desktop e web para a plataforma Windows. O programador de Java pode escrever o código em J#, nativamente suportado pelo Visual Studio Professional, por causa de um acordo de 2 bilhões de dólares com duração de 10 anos, que vai até 2012.

Estaria o Java fadado, nos próximos anos, a tornar-se uma tecnologia de nicho? Dispositivos móveis/portáteis, sistema de integração e backend de servidores, aplicativos financeiros substituindo o COBOL?
Hoje é impossível desenvolver aplicativos Enterprise com J2EE sem apelar ou para soluções Oracle (que comprou a concorrente BEA por 8,5 bilhões de dólares) ou IBM.

Deixe seu comentário. Se for desenvolvedor Java, melhor ainda.

Fonte: Computerworld (dica do Dennes).

Relacionados: , ,

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples