Home » Ciência » Espaço » Pentágono irá desativar rede de monitoramento de lixo espacial. Thanks, Obama!

Pentágono irá desativar rede de monitoramento de lixo espacial. Thanks, Obama!

Levem o guarda-chuva: Space Fence, um sistema de radares norte-americano que vem identificando milhares de objetos orbitando o planeta, de satélites a detritos espaciais, será desligado por falta de verbas no orçamento do Pentágono.

6 anos atrás

naonaonaonaonaonaonaonao

Cena do trailer de Gravity. Não assista.

Colisões em geral não são coisas legais. Arranham a pintura, danificam retrovisores e se você estiver em órbita a 38.000 km/h podem te obliterar a existência. Mesmo assim somos campeões de colocar lixo em órbita, e se não estamos no estado mostrado em WALL-E, nos encaminhamos praquilo.

São mais de 19 mil objetos, que vão de uma luva, que Ed White perdeu durante primeira caminhada espacial de um astronauta, em 1965, a uma bolsa com 13 kg de ferramentas que a astronauta Heide Stefanyshyn-Piper perdeu em 2008. Um preju de US$ 100 mil. Quem mandou escolherem uma das poucas mulheres do planeta que não fica de olho na bolsa?

Esses detritos causam vários problemas, de vez em quando satélites e mesmo a Estação Espacial Internacional precisam fazer manobras de emergência para desviar de lixo orbital. Outras vezes não dá tempo, como em 2009, quando um satélite da rede Iridium colidiu com o Kosmos-2251, das forças armadas russas.

Ou quando aconteceu isso com a Estação Espacial:

omfg

Em abril deste ano o Equador lançou seu primeiro satélite, um modesto CubeSat de 2,1 kg; mas virou orgulho nacional. Até em maio, quando foi atingido de raspão por restos de um foguete russo.

Os avisos antecipados vêm principalmente do Space Fence, sistema de monitoramento da Força Aérea dos EUA, criado para detectar lançamentos soviéticos mas excelente para identificar e rastrear coisas a uma distância de até 24.000 km.

Vêm, do termo não virão mais. Os EUA estão vivendo um processo chamado Sequestration, que signica: o Congresso não aprovou o Orçamento da União, as verbas de milhares de programas foram cortados, afetando de comida para sem-teto a missões da NASA. O orçamento de Defesa foi um dos mais afetados,

Um memorando da empresa contratada para gerenciar o sistema avisa aos funcionários para se prepararem e fecharem tudo dia 1º de outubro, pois a USAF não topou a extensão de contrato para 2014. Pior, o sistema já vem sendo degradado. Em abril duas instalações, uma na Geórgia e outra no Missouri foram desativadas, e hoje ó sistema Space Fence só opera a 1/3 da capacidade.

Essa economia porca só vai ser percebida quando uma chave inglesa abandonada escacetar a 25.000 km/h um satélite de US$ 2 bilhões e deixar meio hemisfério sem televisão. Aí todo mundo colocará a mão na cabeça, Capitão Retrospecto aparecerá e dirá “deveríamos ter investido na Space Fence…”.

Fonte: NPR.

relacionados


Comentários