Bill Gates usa carta do “com tanta gente passando fome” contra o Project Loon do Google

bill-gates

Desde que se afastou da Microsoft, Bill Gates tem estado muito ocupado tocando a Bill & Melinda Gates Foundation, instituição voltada para prover melhores condições de vida de comunidades carentes, promover o acesso à educação e a tecnologia sustentável em todo o mundo. Desde sugerir a reinvenção da privada e das camisinhas à guerra contra a malária (e por tabela malhando Andrew Wakefield e os ignorantes anti-vacinas no processo), ele tem feito de tudo um pouco.

Entretanto, durante entrevista concedida ao Business Week, Gates não poupou críticas ao Google, em especial ao Project Loon, que visa conectar regiões remotas da Terra por balões atmosféricos. Para ele, não há sentido em levar internet à uma população que está morrendo de fome ou doente como boa parte da África, e sob seu ponto de vista a empresa deveria rever suas prioridades:

“Eu penso que olhar para um balão no céu quando se está morrendo de malária não vai te ajudar. Não há nenhum site que aliviará a situação de uma criança com diarreia. Óbvio que eu tenho muita fé na revolução digital, e conectar hospitais e escolas são coisas muito boas. Mas isso não significa nada para países miseráveis, a menos que seja para fazer algo a respeito da malária.”

Gates ainda criticou Mountain View dizendo que a empresa chegou a declarar que faria grandes projetos sociais, inclusive contratando o epidemiologista Larry Brilliant (um dos líderes da equipe que erradicou a varíola em 1976) para capitanear o braço social da companhia, o Google.org. Ele saiu em 2009 e segundo Gates, o Google parou tudo e algumas equipes tocam projetos de forma isolada.

Gates tem méritos por sua fundação estar investido pesado em pesquisas contra a malária, que deu uma ótima notícia esta semana (aguarde atualização sobre isso – UPDATE: aqui), mas isso não quer dizer que o Google deveria virar uma ONG, até porque Bill não viu um ponto: o Project Loon não é caridade. A maior parte do dinheiro do Google vêm de anúncios, portanto quanto mais gente conectada, melhor para os negócios.

Por outro lado, o Google realmente fez bastante marketing quando trouxe Brilliant para o Google.org e deu no que deu. Penso eu que a empresa deveria sim expandir seus projetos sociais, mas conhecimento nas mãos certas é uma senhora arma e a internet proporciona isso. Imaginem em quantos anos o projeto dos moinhos de vento de William Kamkwamba poderia ser adiantado com acesso à rede.

Mas enfim, casos e casos. Não estou em posição de criticar Gates depois de tudo o que ele fez, mas achei esse desabafo dele um tanto desnecessário. Nem todas as empresas querem ser a Madre Teresa, essa é a triste verdade, mas ele está fazendo sua parte e isso não pode ser desconsiderado.

Fonte: BW.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples