Home » Internet » Marco Civil da Internet e a legalização da internet lenta

Marco Civil da Internet e a legalização da internet lenta

O famoso Marco Civil da Internet, elaborado por gente que entende tanto de internet quanto eu entendo de dissecação de iguanas, resolveu que é legal impor limites ao usuário, desde que tudo esteja no contrato.

6 anos atrás

Internet Discada

Dia desses falávamos como a União Europeia está prestes a acabar com a neutralidade da internet. Pois agora o Brasil está prestes a enfrentar algo parecido, já que quando o assunto é internet, tudo que é ruim se espalha muito rápido, independente do continente.

Caso você não esteja a par do assunto, neutralidade da rede é o que garante que você terá a mesma velocidade de acesso ao visitar o blog de fotos de gatos da sua tia ou a Wikipedia.

Por que isso é bom?

Empresas que proveem acesso à internet funcionam de forma muito semelhante à planos de saúde. Quanto mais você pagar e menos utilizar melhor. Mas até agora elas são limitadas pela lei, que não permite discriminar como você usa a rede e cobrar por isso. E isso é um mau negócio para elas, que adorariam cobrar de você como se assinasse um plano de saúde aos 80 anos.

Elas são limitadas em tese, porque na prática já discriminam, ao reduzir a velocidade de sua conexão quando seu plano de dados do celular acaba, por exemplo.

Pois agora o famoso Marco Civil da Internet, elaborado por gente que entende tanto de internet quanto eu entendo de dissecação de iguanas, resolveu que é legal impor limites ao usuário, desde que tudo esteja no contrato. O Marco já foi rejeitado 6 vezes pela Câmara dos Deputados desde 2011, mas entrou num clima de “agora vai”, para alegria do lobby das operadoras de internet do Brasil.

O que esse lobby deseja, na verdade, é que você use a internet para Facebook e e-mail, a famosa internet que sua mãe usa para constrangê-lo diariamente. Ao disparar um cliente de torrent, por exemplo, ou começar a ver um vídeo HD em streaming, você veria sua velocidade reduzida ao glorioso tempo da conexão discada.

A menos que pague mais por esses serviços, mas não digam que eu disse isso.

Segundo as operadoras, “com o novo [texto do Marco Civil], podemos ter mais controle e, assim, entregar mais qualidade”.

E eu acredito em gnomos.

Fonte: Info.

relacionados


Comentários