Home » Meio Bit » Google » Como o Google desbaratou acidentalmente uma quadrilha de ladrões de carros na China

Como o Google desbaratou acidentalmente uma quadrilha de ladrões de carros na China

Google revela caso ocorrido em 2010, quando descobriu por acaso quadrilha que usava anúncios falsos para roubar carros e dinheiro de compradores ingênuos

5 anos atrás

gogoni-la-jolie-gone-in-60-seconds

Todos nós sabemos que o grosso (isso ficou estranho), a maior parte do lucro do Google vem de anúncios, e por isso mesmo o AdWords é um dos serviços mais rentáveis da empresa. Todos os dias milhares de anúncios customizados são veiculados para seus usuários (em termos de convergência, hoje em dia é todo mundo), e muitas delas são verificadas por Mountain View de modo que elas não infrinjam nenhuma de suas diretrizes. Só no último ano, o Google removeu mais de 224 milhões de anúncios irregulares.

Mas agora a empresa revelou um “causo” curioso ocorrido em 2010, de como ela desmontou uma quadrilha chinesa de ladrões de carro totalmente por acaso.

Na época o Google esta reformulando os algoritmos do AdWords, e de repente vários anúncios de carros usados começaram a pipocar no serviço, todos com origens suspeitas. A princípio o engenheiro do serviço David Baker pensou se tratar de carros falsificados (ainda que nunca tenha ouvido falar disso), mas era o que parecia.

Entretanto uma investigação mais profunda revelou um esquema bem mais intrincado: os veículos que apareciam nos anúncios eram reais, só não estavam à venda; eram carros pertencentes a pessoas comuns que eram fotografados na rua. Quando um cliente entrava em contato e efetuava a compra, a quadrilha roubava o carro e o entregava ao ingênuo cliente que só descobria a falcatrua tarde demais, ficando sem o carro e o dinheiro.

Segundo o especialista em fraudes chinesas Dahui Li, as pessoas foram ludibriadas pelos ladrões por eles terem criado um esquema que eliminava a possibilidade de ver o veículo antes de comprá-lo. “Os chineses gostam de ver o produto antes de adquirí-lo. Ele têm que ver o carro”, afirma. Um serviço que mesmo sem a possibilidade de avaliar o produto é endossado aparentemente pelo Google desligou o sensor de desconfiança dos compradores.

Graças às várias criações de contas e anúncios com altos valores para os carros ajudou a identificar os ladrões, entretanto devido a péssima relação do Google com governo chinês, nenhuma providência legal foi tomada: eles apenas foram expulsos do AdWords e tiveram suas contas rastreadas, e muito provavelmente ainda estão aplicando seus golpes por aí, dessa vez, sem o Google para ajudar.

Fonte: Wired.


Leia mais sobre: , , , , , .


relacionados


Comentários