Home » Hardware » Chromecast: Google integra web e TV

Chromecast: Google integra web e TV

Além do Nexus 7 e da nova versão 4.3 do Android Jelly Bean, o Google apresentou no evento desta quarta o pequeno notável Chromecast, um dispositivo simples e barato para fazer streaming para TV.

6 anos atrás

Chromecast

No evento de hoje, em San Francisco, na Califórnia, o Google lançou o novo Nexus 7, segunda geração do seu bem sucedido tablet e também a última versão do Android Jelly Bean (assim esperamos, e que venha logo o Key Lime Pie). Mas, no melhor estilo "one last thing", imortalizado pelo eterno Steve Jobs, foi apresentado no final do evento o novo dispositivo de streaming de conteúdo web para TVs. E assim veio ao mundo o pequeno notável Chromecast.

O Chromecast torna possível o envio de conteúdo de mídia direto para sua TV, sem a necessidade de um "set top box", como Apple TV ou Roku. O pequeno dispositivo, movido a Chrome OS e um pouco maior do que uma pendrive, é espetado diretamente na sua HDTV. A grande diferença do Chromecast é a entrega imediata do conteúdo que você consome na web, diretamente para sua TV, seja smartphone, tablet ou seu laptop. Trocando em míudos, é possível transferir um filme que estiver sendo assistido no Netflix do seu smartphone para uma TV com o Chromecast. Simples assim. É mais ou menos como o Airplay do iOS, porém sem a parte capada pela Apple.

Não é a primeira e nem a segunda tentativa do próprio Google em tornar a TV em uma plataforma de acesso a conteúdo web. Hoje o mercado de televisores está inundado de smart TVs que podem fazer quase o mesmo que o Chromecast faz. A questão é que estes dispositivos sempre erram nos mesmos pontos: interface gráfica confusa, dispositivo de entrada incompatível (geralmente um controle remoto) e desempenho sofríveis. Pelo que foi apresentado, o Chromecast elimina a necessidade de um intermediário entre a web e a TV de forma rápida, simples e pela interface da qual você já usa constantemente. Mais uma boa novidade: o conteúdo exibido na TV não interfere no uso de seu smartphone, sendo possível até mesmo atender chamadas sem precisar interromper o streaming.

Chromecast na TV

A disponibilidade da nova plataforma também impressiona, principalmente por ser um produto novo. Youtube e Netflix, que segundo o Google detém metade do consumo global de vídeo online, só nos EUA, têm suporte na plataforma iOS e Android, bem como qualquer laptop que rode um navegador Chrome. Windows Phone, sem surpresas, fica de fora da festa (mas o importante é ter saúde).

Do lados dos desenvolvedores, uma bela oportunidade para ganhar dinheiro: o SDK do Google Cast já está liberado para download e, ao contrário da Apple TV, qualquer provedor de mídia pode desenvolver para o Chromecast. Seja através de fotos, música ou vídeos. Ou seja, promessa de muitos serviços novos para breve. Talvez seja esta a primeira grande chance do Google Play começar a lucrar com filmes e séries online de forma rentável, como Amazon e Apple já fazem.

O Chromecast já está disponível para vendas na Playstore e nas melhores casas do ramo nos EUA por apenas 35 dólares (um terço do valor de uma Apple TV), mas pode ser encontrada com ágio no Ebay.

Clique abaixo para ver o vídeo de demonstração do Chromecast.

relacionados


Comentários