Home » Miscelâneas » Snowden pede asilo temporário na Rússia e Putin tem um belo abacaxi para descascar

Snowden pede asilo temporário na Rússia e Putin tem um belo abacaxi para descascar

Acuado na Rússia, Edward Snowden pede asilo temporário para desespero de Vladimir Putin, que quer ver o ex-técnico da CIA longe da Rússia

6 anos atrás

gogoni-vladimir-putin

O presidente da Rússia Vladimir Putin arranjou uma tremenda dor de cabeça, e ela se chama Edward Snowden. Ilhado no aeroporto de Moscou, o nerd falastrão teve asilo negado na maioria dos países da América Latina (Brasil incluso), muito provavelmente por pressão do governo norte-americano com sanções e coisas do tipo (nada mais justo, manda quem pode...). Apenas três países ofereceram asilo, bem óbvios por sinal: Nicarágua, Bolívia e Venezuela. O problema é que não há voos diretos da Rússia para esses países.

Sem passaporte válido para poder entrar na Rússia legalmente e impossibilitado de viajar para onde quer que seja, Snowden está em vias de se tornar um novo Mehran Karimi Nasseri, o refugiado iraniano que morou por 17 anos no aeroporto Charles de Gaulle em Paris (cuja autobiografia inspirou o chato filme O Terminal, que só tinha a Catherine Zeta-Jones como coisa boa), e essa é a última coisa que Putin quer.

No começo do mês Snowden chegou a considerar pedir asilo na Rússia, mas a possibilidade foi descartada pelo próprio Putin, que alegou que o melhor seria que o técnico picasse a mula de seu país. Entretanto ele apresentou uma condição para que ele pudesse permanecer no país: de que ele calasse a boca e parasse de vazar informações, algo que ele ainda não fez.

Sem muitas opções, Snowden agora considera a possibilidade e entrou com um pedido formal de asilo temporário na Rússia, confirmado pelo governo local. Se ele será aceito são outros quinhentos, mesmo com as condições impostas: caso Snowden consiga o que quer as relações entre Moscou e Washington não serão as melhores. Além do mais, Putin é ex-KGB, portanto raposa velha. Um país que foi conhecido como tendo a melhor agência de espiões do mundo acolhendo um antigo inimigo chega a ser irônico. Isso claro se não for uma estratégia do Putin para tirá-lo do aeroporto e mandá-lo embrulhado para presente pro Obama, o que não duvido.

Fonte: Mashable.

relacionados


Comentários