Home » Fotografia » Zoom óptico e fator de corte em câmeras digitais

Zoom óptico e fator de corte em câmeras digitais

12 anos atrás

Fazendo uma pequena análise de quatro câmeras compactas da Canon (veja no forum sobre isso) me deparei com um pequeno quadro de análise dos equipamentos e na opção de zoom ótico todas estavam marcadas com a milimetragem e de quantas vezes era esse zoom. Geralmente, as propagandas trazem apenas o número multiplicador desse zoom e não seu real valor. Por isso decidi escrever esse pequeno artigo sobre a questão do zoom ótico e de outro problema que poucos entendem que é o fator de corte em câmeras digitais. Para entender qual a diferença entre as diversas lentes temos que entender uma pequena coisa que se chama distância focal. Antes de prosseguir só gostaria de avisar aos leitores que tudo que era usado na fotografia analógica migrou e foi adotado também para o digital. Então vários conceitos citados aqui acabam funcionando plenamente somente nas situações totalmente identicas às das câmeras analógicas.

Distância focal é  a distância que a imagem se desloca por dentro da lente do centro focal até atingir o sensor fotográfico. Dependendo dessa distância a lente terá um ângulo de visão diferente. Por exemplo, uma lente com 28mm de distância focal tem um comprimento de 2,8 cm entre o centro focal da lente até a formação da imagem no sensor. O ângulo de visão de uma lente de 28 mm é bem amplo, o que chamamos de grande angular. Agora, uma lente de 300mm tem uma distância focal muito maior e, por conseqüência, um ângulo de visão muito mais fechado, o que chamamos de tele objetiva.

zoom_otico_2008-01-11

 

Então, quando se vai comprar uma câmera e estiver escrito na caixa que ela tem zoom ótico de 3x, saiba que isso não diz quase nada sobre seu comportamento. O importante é a milimetragem escrita na lente da câmera. Com essas informações você pode escolher aquela que melhor lhe servirá para seus objetivos. Por exemplo, se você quer uma câmera para fazer fotos de festas com seus amigos, o melhor é escolher uma câmera com uma boa grande angular (abaixo de 28mm). Mas, se você precisa com uma câmera com um maior zoom possível, tem que se escolher câmeras com a milimetragem alta, perto dos 300mm. O número de vezes que aparece nas caixas dos equipamentos é obtido dividindo a maior milimetragem pela menor. Uma lente 28-90mm possuí 3x de zoom ótico, mas uma de 100-200mm possui apenas 2x de zoom, mas a potência é infinitamente maior.

Claro que tudo isso funciona perfeito dessa maneira em câmeras de filmes ou que possuam sensores do tamanho do antigo fotograma de 35mm (Full Frame). Com as câmeras digitais e seus sensores menores tudo isso tem que sofrer adaptações. Quando se lê uma propaganda de DSLR, por exemplo, encontramos que o fator de corte (ou crop) da lente é de 1,5x. Ou seja, se você tem uma lente 50mm ela vai se comportar como uma 75mm na sua câmera. Mas, como isso é possível? Muitos acabam não entendendo essa relação, mas é fácil de compreender. Vamos ver uma situação prática. Imagine que você vai fazer uma fotografia com sua câmera analógica e com sua lente 50mm. A imagem é essa feita abaixo:

zoom_otico3_2008-01-11

Depois você pega a mesma lente, só que agora em uma câmera digital, e faz a mesma foto da mesma distância. Veja como o sensor menor muda o ângulo de visão da lente. Ele tem o mesmo efeito de que se tivesse dado um zoom na imagem. No final, são fotos do mesmo tamanho físico, mas com ângulos diferentes.

zoom_otico2_2008-01-11

Dessa mesma forma, quanto menor o sensor, maior será o fator de corte nas lentes. Existem vantagens e desvantagens nesse processo. A desvantagem mais sentida é para aqueles que têm uma super grande angular, que acaba perdendo sua potência por conta do corte no ângulo de visão. Mas, do lado positivo, quem gosta de tele objetivas vai ver o alcance delas multiplicado. Outro fator positivo é o ganho de nitidez na imagem, pois geralmente as lentes perdem nitidez nas bordas e essas são desprezadas pelo sensor.

Nas digitais compactas o fator de corte é ainda maior por conta do minusculo sensor que elas possuem. A Fuji Finepix S6500FD possuí um sensor de 1/1,7” (um dos maiores entre as compactas) e uma lente de 6,2-66,7mm. Por conta do tamanho do sensor essa lente se comporta como uma 28-300mm dentro do padrão 35mm. Ou seja, um fator de corte de aproximadamente 4,5x.

Só lembrando que o zoom ótico é conseguido com a junção de várias pequenas lentes. Então quanto maior o zoom, mais lentes temos no corpo da câmera, o que pode levar a perda de qualidade de imagem e pouca iluminação em fotos com zoom máximo.

Proximos Artigos:

HDR para iniciantes

White Balance

Gerenciamento de Cores

relacionados


Comentários