Home » Ciência » Gamers veem e processam imagens melhor do que pessoas que não jogam, aponta estudo

Gamers veem e processam imagens melhor do que pessoas que não jogam, aponta estudo

Segundo pesquisa, jogadores conseguem extrair mais informação de imagens e mais rápido do que pessoas que não jogam

6 anos atrás

gogoni-matrix

É de consenso geral que os gamers possuem reflexos mais rápidos do que pessoas que não jogam, muito devido aos movimentos rápidos e tomadas de decisão em frações de segundos que precisam tomar, o que pode significar a diferença entre vida e morte virtual. Entretanto não se sabia até agora se a velocidade de executar comandos era o único sintoma ou se havia alguma outra vantagem. Agora segundo um estudo realizados por pesquisadores da Duke University, na Carolina do Norte, jogadores hardcore não só ficam com as mãos mais rápidas, como também seus cérebros são mais treinados a fazer melhor uso da capacidade visual e processam informações mais rápido e de forma mais eficiente do que pessoas que não jogam.

Os pesquisadores selecionaram um grupo de 125 pessoas, entre pessoas comuns e jogadores frequentes, e foram submetidos a um teste onde um círculo com oito letras era exibido por apenas um décimo de segundo. Após um delay que poderia variar entre 13 milissegundos a 2,5 segundos, uma flecha era exibida apontando para uma posição onde uma letra estava, e a pessoa teria que identificar que letra estava ali.

Em todos os casos, os jogadores se saíram melhor em identificar as letras do que pessoas normais.

Apesar do que pode parecer, segundo os pesquisadores não é um caso de melhoria de memória de curto prazo, pois ambos grupos rapidamente se esqueceram onde a letra estava. "Em games de ação, principalmente em FPS, o gamer precisa fazer 'inferências probabilísticas' sobre o que ele está vendo - se aliado ou inimigo, se deve ir para a esquerda ou para a direita", disse Greg Appelbaum, professor-assistente de psiquiatria do departamento de medicina da universidade. "Os gamers veem o mundo de uma forma diferente. Eles são capazes de extrair mais informações de uma cena visual. Eles precisam de menos informações, e processam o que veem mais rápido".

A gente vem falando há tempos que os games estimulam o pensamento rápido e reflexos mais ágeis. Gamers são muitos bons em multitask, tanto que chegam a operar robôs cirúrgicos melhor do que médicos. Os jogos ditos violentos como Call of Duty e Battlefield são ótimos para fazer o jogador pensar rápido e com precisão, pois um passo errado é meio caminho andado para uma derrota. Portanto não critique seu filho enquanto ele joga, pois isso está fazendo ele uma pessoa mais esperta e perspicaz, o que é excelente como um todo.

Fonte: Duke.edu.

relacionados


Comentários