Home » Fotografia » 3D ladeira abaixo: ESPN fecha canal de esportes em 3D

3D ladeira abaixo: ESPN fecha canal de esportes em 3D

Onda da TV 3D perde força e reflexos são sentidos: ESPN cancela sua programação de esportes em três dimensões!

6 anos e meio atrás

gogoni-japinhas-tv-3d

Há alguns anos fabricantes e criadores de conteúdo diziam que o 3D seria o futuro, que toda a nossa programação seria em três dimensões, inventaram modos e mais modos de apreciar as imagens saltarem na sua cara, desde os óculos passivos a telas que não requerem lentes. Nessa onda até a Nintendo entrou na festa e lançou o 3DS, até admitir com o rabo entre as pernas que 3D não passa de um gimmick, ao perceber que a maioria dos jogadores desliga o recurso sem dó.

Com televisores não foi muito diferente. As fabricantes tanto fizeram por incluir o recurso em todas as suas TVs que o recurso deixou de ser um diferencial e virou lugar comum, e mais: como no início as TVs eram muito caras e encalhavam sem muita surpresa, o preço despencou. Hoje vendem 4K como a última bolacha do pacote, que eu vejo como um recurso bem mais atraente. Isso quando não forçam a barra tentando vender TVs curvas.

Mas e os produtores de conteúdo, que prometiam toda a programação em 3D? Esses também sentiram o gosto amargo da rejeição. A bilheteria do cinema em três dimensões deve cair este ano, pela primeira vez desde 2009. Já os canais de televisão estão tendo que cortar gastos. O mais atraente deles por assim dizer, a ESPN, anunciou hoje que vai fechar seu canal de esportes com conteúdo 3D. O motivo? A baixa adesão por parte dos espectadores.

É uma pena, mas não foi por falta de aviso. Eu já havia dito antes: 3D é add-on, não o Santo Graal. É o mesmo caso das TVs inteligentes: o espectador não quer interatividade, não quer conversar com a TV ou usá-la como um computador ou videogame, para isso já possuem um console ou notebook. Eles apenas querem ligar a TV, sentar na poltrona e sintonizar na novela ou jogo de futebol. O que deveria ser um diferencial a ser refletido no preço virou carne de vaca, e os valores despencaram, e foi geral: pergunte à nVidia como está a venda de placas 3D hoje em dia. E ainda temos que levar em conta quem sofre de motion sickness, crianças, pessoas com visão prejudicada ou mesmo quem usa óculos, que é o meu caso.

Triste, porém verdade. Enquanto não aparecer uma tecnologia 3D que não incomode os usuários ou seja restritiva o feature não vai decolar, e empurrá-lo goela abaixo não é solução.

Fonte: TNW.

relacionados


Comentários