Home » Demais assuntos » RIP Dra Kanako Miura, e nem (só) por ser japinha

RIP Dra Kanako Miura, e nem (só) por ser japinha

O mundo da robótica e da ciência em geral perdeu uma grande cientista. Dra Kanako Miura.

7 anos atrás

kanako

Dia 19 de maio a pesquisa robótica sofreu uma perda irreparável. Um caminhão atingiu Kanako Miura enquanto passeava de bicicleta próximo ao parque Charlesgate, em Boston. Ela era pesquisadora-convidada do MIT, onde ficaria um ano trabalhando na área de Ciência da Computação e Inteligência Artificial.

Kanako tinha 36 anos. Era formada em engenharia aeroespacial, tinha um Ph.D. em Ciência da Informação e outro em Eletrônica e Automação, esse pela Universidade Louis-Pasteur. No Japão ela se especializou em robótica, tendo trabalhado no National Institute of Advanced Industrial Science and Technology.

Ela pesquisava como fazer robôs se movimentarem de forma mais natural, e um de seus maiores sucessos foi a Miim:

obamabot

Movimentação natural é uma das coisas mais difíceis de se fazer em robótica. Primeiro, por tentar emular algo que a natureza levou milhões de anos para aperfeiçoar. Segundo, por ser algo que estamos tão acostumados que percebemos a menor discrepância com o “real”.

Os robôs de Kanako Miura chegaram bem perto disso, mas se há algo impressionante no trabalho dela, algo que mostra que fará falta ao campo da robótica, é este vídeo aqui:

Programaticamente essa viradinha é um pesadelo. Não dá pra imaginar a complexidade envolvida nesse movimento.

O mundo fica um pouquinho pior com a morte da Dra Kanako Miura. A única coisa boa é que sem ela o Apocalipse Robótico foi adiado em uns 15 anos.

Fonte: AN.

relacionados


Comentários