Home » Hardware » No Canadá até os drones são robôs do bem e salvam vidas

No Canadá até os drones são robôs do bem e salvam vidas

Drones são malignos? Diga isso pro sujeito de 25 anos que teria morrido congelado se não fosse um robozinho camarada…

7 anos atrás

optimusnaoLG

Estamos acostumados a Drones Malvados Decepticons que matam terroristas cachorrinhos e crianças no mundo todo, mas será que é isso mesmo? Pode uma tecnologia ser inerentemente má? Existe uma corrente que defende a amoralidade da ciência, que o uso que se dá à tecnologia é o único definidor de sua moralidade, até prova em contrário.

Prova em contrário:

vandomal

“Gaswagen”, câmara de extermínio portátil, desenvolvida pela Alemanha nazista para quando você precisa absolutamente completamente positivamente exterminar seus judeus e não tem vaga nos campos de concentração. Uma espécie de Holocausto Delivery. Sim, gente que se diz humana projetou essa bagaça.

Mesmo assim considero a tecnologia maligna uma exceção. Existe a tecnologia mal-vista, como os drones, esses sim apenas ferramentas. A diferença entre um drone exterminador e um avião bombardeando é o piloto, que está dentro dele ou num trailer em Nevada.

O uso potencial de drones para o Bem é muito maior do que sua aplicação exterminadora, como demonstrou a Real Polícia Montada do Canadá, mais precisamente na Autoestrada #5 em St. Denis, Saskatchewan. Meio do nada. MESMO, veja só.

Um cidadão dirigia pela estrada quando perdeu o controle e capotou. Feio. O carro girou várias vezes e caiu no mato. Desorientado, ferido e em choque o motorista saiu cambaleando, sem sapatos, de jeans e camiseta. No frio canadense. Anoitecendo. Agora são 8:00AM lá e não passa de 11 graus.

Ele conseguiu ligar para 0118 999 881 999 119 725…3 911 e pedir socorro, mas não tinha a menor ideia de onde estava. A polícia conseguiu que a operadora telefônica localizasse o aparelho, mas a precisão não é boa igual aos filmes. Policiais chegaram ao local, não acharam o sujeito.

A noite caía, um helicóptero ambulância foi chamado, executaram um padrão de buscas num raio de 1 km em volta da posição indicada pela operadora, chamaram pelo alto-falante, usaram o farol da aeronave, nada.

Um policial tentou com que o motorista sinalizasse sua posição, indicasse se estava ouvindo o helicóptero mais próximo ou mais distante, mas ele não reagia mais a comandos. Rebelde…

Aí apelaram para a tecnologia. Chamaram uma unidade equipada com este brinquedo aqui, um Dragan Flyer X4-ES:

robodobem

O Dragan (com a mesmo) vem com uma FLIR, aquela câmera infravermelha ótima pra caçar talibãs, terroristas chechenos e… vítimas de acidentes perdidas no mato.

O drone achou rapidinho o sujeito, tremendo de frio em posição fetal ao pé de uma árvore, a uns 200 metros da posição indicada pela operadora de telefonia. Veja o vídeo:

Quando ele foi encontrado a temperatura ambiente já estava em zero grau. A única certeza unânime é que sem o uso do drone ele não teria sobrevivido à noite.

Condenar tecnologia nova é fácil, o fogo com certeza teve seus críticos. Complicado mas muito melhor a longo prazo é entender e abraçar a tecnologia.

Fonte: RCMP

relacionados


Comentários