Home » Indústria » Tropa de Elite não sobe só favela

Tropa de Elite não sobe só favela

12 anos atrás

bope.jpgNuma notícia passada aqui mesmo no Meio Bit o Marcellus fechou perguntando "Será que por aqui o ECAD não vai fazer nada? Nem a MPLC Brasil? Nem o Renan? Vão deixar 'Tropa de Elite' correndo solto por aí?". Minha resposta no momento foi a de que "O vazamento de Tropa de Elite foi o maior marketing que o filme poderia receber (...)".

Tropa de Elite é um sucesso de audiência, isso é fato. No dia do lançamento o filme já tinha sido assistido por mais de 5 milhões de pessoas, 1 milhão a mais que todos os espectadores de "A Grande Família - o Filme" em todo o tempo em que a comédia permaneceu nas salas de exibição (fonte: IMDb).

Já roda na Internet os novíssimos "Capitão Nascimento Facts", alguns dos quais deixam o velho Chuck no chinelo ("Capitão Nascimento não sai de lugar nenhum devendo a ninguém, sempre põe na conta do Papa.").

Assisti o filme hoje nos cinemas. Impressionante a qualidade da produção. Após chegar em casa, fiz o que sempre faço quando um filme me marca: consultei o Internet Movie Database e a Wikipedia para saber mais detalhes da produção.

Só que também fiz outra consulta que trouxe resultados bem interessantes: "BOPE" no Google Trends. Pelo que se observa lá, o BOPE está subindo no Google tão rápido quanto sobe a favela. Nunca se quis saber tanto sobre a tropa de elite do Rio de Janeiro.

Mas ainda encontrei outro resultado ainda mais interessante: o BOPE ultrapassou a SWAT em volume de buscas, sendo agora a mais pesquisada polícia do mundo.

Claro que pirataria é crime e tem que ser combatido (enquanto as leis não mudarem), mas não há como negar que o cinema nacional nunca esteve tão em voga no Brasil e no mundo inteiro hoje. E isso graças a pirataria.

De uma forma ou de outra, isso deve entrar como um tapa na cara da Indústria Cinematográfica. Okay, talvez na cara não, pra não estragar o velório.

relacionados


Comentários