Home » Games » Indústria » Passaralho na EA: 900 funcionários vão pra rua da amargura

Passaralho na EA: 900 funcionários vão pra rua da amargura

Buscando se reestruturar internamente e cortar gastos, EA anuncia demissões de pelo menos 900 funcionários.

6 anos atrás

Degolas em massa

Apesar dos números satisfatórios apresentados pela Electronic Arts em seu relatório financeiro anual, as coisas estão longe de estarem tranquilas na companhia. Em uma avaliação recente em abril, a EA chegou a conclusão que precisava botar ordem na casa e cortar gastos. Desde então ela começou a demitir funcionários em diversos estúdios, chegando a fechar dois completamente: os estúdios da PopCap em Dublin e Vancouver e a QuickLime Studio, e ninguém foi remanejado.

E agora o CFO da companhia Blake Jorgensen anunciou que, de modo a continuar a "reorganização estrutural" que vem sendo executada, a EA pretende reduzir seu staff original em até 10%. Isso significa um total de 900 pessoas demitidas ao todo, mas há quem diga que pelo menos dois mil funcionários em todo o mundo podem rodar. Só a última leva de demissões custou à EA cerca de US$ 16 milhões em indenizações.

Apesar de ter sofrido uma redução no lucro de 8,351% em relação ao ano anterior, a EA ainda fechou no azul, mas talvez para ela não seja o suficiente, por isso os cortes. Eu não acho isso  certo, mas sei que o mundo corporativo funciona assim, então paciência. Resta esperar que pelo menos essa reestruturação sirva para colocar a empresa nos eixos e ela não ganhe o título de "pior empresa do mundo" pela terceira vez.

Fonte: Joystiq.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários