Home » Hardware » Especialistas projetam mercado de US$6,5 bilhões em robôs domésticos por volta de 2017

Especialistas projetam mercado de US$6,5 bilhões em robôs domésticos por volta de 2017

Mercado de robôs domésticos atingirá a marca de 6,5 bilhões de dólares em 2017, aponta estudo.

7 anos atrás

summerLonge de mim reclamar se em 4 anos tiver uma Número 6, uma Pris, uma Terminateen ou até mesmo uma Rosie, dos Jetsons (que era até ajeitadinha) em casa, mas tenho minhas dúvidas da viabilidade das projeções da ABI Research’s Consumer Electronics.

A maior parte do que chamamos de robôs, incluindo os que são usados para desarmar bombas, não passam de carrinhos de controle remoto. Uma das características esperadas de robôs é (semi)autonomia, e isso é muito complicado de ser conseguido no mundo real.

Em fábricas, tudo bem. É um ambiente controlado e os robôs dão conta do recado, mas em um ambiente caótico como uma casa a inteligência necessária para que um robô se mova com a eficiência de um gato é além do que nossos softwares são capazes de simular.

Mais ainda: Qual seria a função de um robô doméstico? No Japão vendem o peixe de robôs cuidando de idosos, mas no final você precisa de alguém pra cuidar do robô, quando ele der tela azul, ficar sem bateria e não achar uma tomada ou entrar em modo “matar todos os humanos”.

Teremos robôs-brinquedos, como o ursinho Ted do Bem em Inteligência Artificial? Duvido. Hoje o único campo onde robôs mal ou bem funcionam no ambiente doméstico é na limpeza. O Roomba e sua legião de imitadores são aspiradores de pó com delírios de grandeza, nada mais. Mesmo assim são muito mais robôs do que qualquer coisa que temos por aí.

O mais complicado é que ainda estamos longe de uma inteligência artificial genérica, o que é essencial para um robô doméstico. A Siri é divertida mas é só um truque de salão. Ela nem nenhum robô entende “pegue uma Coca pra gente” muito menos “arrume minha gaveta”. Um robô doméstico nos moldes do que temos hoje é mais que inútil, é um estorvo que precisa ser programado detalhadamente para cada tarefa.

Normalmente é complicado prever o que pode acontecer em 4 anos de desenvolvimento tecnológico, mas a Inteligência Artificial está no mesmo atoleiro tem uns 50 anos e não há perspectiva disso mudar tão cedo. Portanto, só lamento, ABi Research, mas ao menos que seu conceito de robô doméstico seja uma RealDoll que fala, não vejo como ele se popularizará tanto até 2017.

 

Fonte: TC

relacionados


Comentários