Home » Hardware » Testamos: SSD Kingston HyperX 240 GB

Testamos: SSD Kingston HyperX 240 GB

Testamos o SSD HyperX de 240 GB da Kingston: será que é rápido mesmo?

6 anos atrás

DSC06747

Vejam que coisa linda chegou no correio ontem: O pessoal da Kingston mandou um SSD responsa para testarmos. Não que eu já não esteva satisfeito com o que comprei e resenhei aqui. Talvez, depois de 6 meses, minha única reclamação é que 64GB não é suficiente, mesmo desviando jogos e programas maiores para um HD convencional.

Já esse de 240GB tem espaço de sobra, e promete ser beeem mais rápido. Infelizmente meu desktop é beeem rasteiro, não poderei desfrutar das monstruosas velocidades do SATA3 suportado por este HyperX, que só aparecem em equipamentos topo de linha. Mesmo assim é ótimo instalar uma transmissão de Ferrari em um Fusca…

Vamos então ver em detalhes o com carinho essa belezinha…

1 – Dentro da Caixa

DSC06751

O SSD –modelo SH103S3/240G- em si é lindo, nome em relevo, com cara de algo feito com atenção. É um modelo de 2,5 polegadas SATA padrão, chega a dar pena que fique escondido dentro de um computador.

Junto vem um encaixe para baixa de HD (não mostrado), uma chave de fenda/philips também linda, CDs, cabos e uma case USB para você desperdiçar esse avião como HD externo.

DSC06748

 

2 – A Instalação

Se você já instalou um HD na vida, é extremamente simples. Não temos mais jumpers nem bobagens de Master/Slave. É espetar, esperar a BIOS reconhecer no boot, e pronto. Claro, se você tiver a minha Sorte de Aranha, seu PC funcionará perfeitamente bem uma hora, depois no próximo boot decidirá que o HD novo é o principal e dará a assustadora mensagem de disco sem sistema.

3 – O Disco

Vejamos o que diz o CrystalDiskInfo, um programa que deve ser excelente, pois contém japinha:

contemjapinha

Eu falei, contém japinha, mas vamos aos dados:

(4) KINGSTON SH103S3240G
----------------------------------------------------------------------------
Model : KINGSTON SH103S3240G
Firmware : 506ABBF0
Serial Number : 50026B733200C00D
Disk Size : 240,0 GB (8,4/137,4/240,0/240,0)
Buffer Size : Desconhecido
Queue Depth : 32
# of Sectors : 468862128
Rotation Rate : ---- (SSD)
Interface : Serial ATA
Major Version : ATA8-ACS
Minor Version : ACS-2 Revision 3
Transfer Mode : SATA/600
Power On Hours : 8 horas
Power On Count : 11 vezes
Host Reads : 37 GB
Host Writes : 48 GB
Temparature : 39 C (102 F)
Health Status : Saudável (100 %)
Features : S.M.A.R.T., APM, 48bit LBA, NCQ, TRIM
APM Level : 00FEh [ON]
AAM Level : ----

4 – E a velocidade?

Como falei, meu sistema limita o desempenho, e não adianta falar com meu médico, entende? Mesmo assim… caramba. Testemos com o CrystalDiskMark, outro programa que também contém japinha:

contemmaisjapinha

200MB/s de gravação. Poderoso. Não são os 510MB/s prometidos na caixa mas como você verá, é impressionante para minhas condições normais de temperatura e pressão.

Em meu sistema principal tenho o meu SSD de 64GB, um Seagate de 2TB e um Samsung de 1TB. Como o novo HD se compara?

Comparando no teste mais punk, copiando 50MB, 500MB e 1GB em blocos de 4KB, com queue de 32 requisições, estressamos o coitado do HD até ele querer bater com a cabeça na parede, o que só piora, pois SSD não tem cabeças. haha sacaneei.

Vejamos o resultado:

image

A velocidade de transferência dos SSDs é absurda em relação aos HDs com partes moveis, e mesmo entre eles o novo SSD dá uma surra no antigo.

Os outros HDs são massacrados. Enquanto o SATA3 de 2TB apresenta excelentes números principalmente na transferência de arquivos longos, o SSD esbanja velocidade ao não ter qualquer parte móvel  (como Arthur Clarke definiu) e por isso não perde tempo movimentando cabeças de gravação entre trilhas.

Mesmo assim quando mandamos fazer uma cópia de um SSD para outro, o resultado é este:

copiadomal

E aí, vai encarar?

Hoje com o Kingston de 64GB + Windows 8 meu tempo de boot caiu para menos de 10 segundos, partindo da máquina desligada. Farei uma bateria de testes mais detalhada, colocando o HyperX em condições reais de uso, mas já imagino que o boot cairá em mais alguns segundos. Por enquanto configurei-o para ser o disco com o swap do Windows e os diretórios TEMP e TMP, além do scratch disk do Photoshop. O bicho está voando baixo.

5 – A Dolorosa

No BoaDica, que serve como indicador de preços para o Rio de Janeiro, temos o SH103S3/240G sendo vendidor por R$800,00. Isso dá US$3,3 por GB. Nos EUA ele sai a US$229,00, menos de US$1,00 por Giga, o que é bem mais razoável.

Vale o investimento? No meu SSD antigo (isso é coisa que se diga?) paguei R$185 por 64GB. Progredindo linearmente, sem ganho de performance 240GB sairiam a R$740,00, então não dá pra dizer que os R$800 são um absurdo. Não precisam avisar ao BoicotaSP.

É caro? Com certeza, mas não se pode fazer um omelete sem quebrar alguns ovos, e ou se paga por performance ou espere a Dilma lançar o Projeto SSD Carinhoso.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários