Home » Miscelâneas » Países da União Europeia entram com ações contra Google por violações de privacidade

Países da União Europeia entram com ações contra Google por violações de privacidade

O bicho pegou: seis países da União Europeia entram com ações contra a Google por não cumprir exigências acerca de políticas de privacidade.

6 anos e meio atrás

"Sorry, I can't hear you."

Em outubro passado, reguladores da União Europeia haviam alertado a Google que ela deveria adequar suas políticas de privacidade às leis do bloco econômico, desde que Mountain View havia mudado as regras do jogo no início de 2012 de forma unilateral. Entre as exigências, uma descrição completa da forma como os dados são coletados e o destino que é dado à eles. Foi dado um prazo de quatro meses para a companhia cumprir o que lhe foi solicitado.

Passado esse tempo, o que a Google fez? Um encontro com os reguladores no mês passado onde nada foi decidido, e só.

Num comunicado à imprensa, o órgão francês CNIL diz que "nenhuma mudança foi feita". A Google simplesmente ignorou todas as solicitações e continuou com a política de "é isso aí, quer queiram ou não".

Claro, o bicho pegou. Seis países da União - Reino Unido, França, Holanda, Alemanha, Itália e Espanha - entraram com ações individuais contra a Google, baseadas em suas leis locais. Não há garantias de que será efetivo, mas agora o tempo da diplomacia passou e passaram às vias legais de fato, prevendo multas e restrições.

Em comunicado, a Google diz que "nossas políticas de privacidade respeitam as leis europeias", numa tentativa de colocar panos quentes nesse sururu. Coincidentemente, a diretora de privacidade da companhia, Alma Whitten, renunciou ontem.

Fonte: AllThingsD

relacionados


Comentários