Home » Segurança » Ameaças Online: 58% dos americanos nem sabem que elas existem

Ameaças Online: 58% dos americanos nem sabem que elas existem

12 anos atrás

Uma pesquisa patrocinada pela Microsoft descobriu que pelo menos 17% dos adultos americanos já caíram em algum golpe online, seja esquemas de roubo de senhas, "cartões do amor", spywares e similares.

81% das vítimas admite que foram enganados por emails com logomarcas famosas e aparência de oficial.

De todos os entrevistados, 58% sequer tinha conhecimento da existência desse tipo de golpe.

Tenho uma conhecida que está brigando com um leitor de seu blog, o sujeito quer que ela traduza um email sobre um "prêmio de US$100.000,00 de uma loteria", que a mulher do cara recebeu, e por mais que ela diga que é golpe, o cidadão insiste.

As pessoas preferem acreditar, seja em alguém com um terno bonito na televisão, seja em um email dizendo que está no SERASA e pode perder o título eleitoral. Agora mesmo está rodando pelos tubos da Internet um email do Criança Esperança falando de uma doação de R$400,00 que teria sido feita em seu nome. Muita gente deve estar clicando também.

A recomendação da Microsoft (além do normal, manter antivirus atualizado, etc) é "Pense primeiro, clique depois".

Com 58% da população não pensando, deveria ser "prove que pensa primeiro, ganhe direito de ter um computador depois".

A segurança que os sistemas operacionais podem oferecer é limitada. Não existe NENHUM software conhecido pelo Homem que impeça um estelionatário de mandar um email bem-construído, que ao invés de um cavalo de tróia leve para uma página "legítima" simulando a interface de um banco ou do Gmail. Os usuários estão dispostos a fornecer qualquer informação solicitada. E se mais da metade dessa gente não sabe nem que há um exército de bandidos à espreita, fica complicado protegê-los de si mesmos.

Enquanto isso mal ou bem as autoridades tentam correr atrás, seja no Brasil, onde toda hora a Polícia Federal prende uma quadrilha de estelionatários, seja por exemplo na Nigéria, lar do famoso golpe "sou filho do ex-ministro do petróleo, tenho US$500 milhões e preciso de sua ajuda para tirá-los do país", que se tornou uma instituição. Há literalmente milhares de Nigerianos vivendo desse golpe, que termina desde em roubos de identidade até em assassinatos e sequestros.

Vejam no vídeo abaixo uma batida da ECCC (Economy and Finance Crime Commission) da Nigéria, invadindo um Cybercafé, encontrando de listas de emails até uma cópia do site da ECCC hospedado no exterior e usado para golpes. No final a situação fica tensa, e os policiais saem do local tomando tiro.

Como última nota, a triste constatação de que cybercafés na Nigéria têm monitores de cristal líquido, enquanto no Brasil...

link para o vídeo

Fonte: Ars technica, Alibaba.com

relacionados


Comentários