Home » Mobile » Hora da revanche: mulheres indianas usam apps Android contra tarados

Hora da revanche: mulheres indianas usam apps Android contra tarados

Após estupro coletivo de jovem indiana, surgiram diversas ferramentas de auxílio, aproveitando o boom dos smartphones no país.

7 anos atrás

Desde o ocorrido em Nova Délhi no ano passado, em que uma jovem foi estuprada e morta por uma turba de bêbados enquanto voltava para casa após sair do cinema (onde tanto um líder religioso quanto um advogado tiveram a audácia de culpar a vítima), algumas iniciativas independentes começaram a pipocar, de modo a disponibilizar ferramentas de auxílio a vítimas em potencial, e aproveitaram o boom dos smartphones da Índia nos últimos anos, que segundo projeções logo será o terceiro maior mercado do mundo.

Um deles é o Safetrac, onde as mulheres marcam os locais onde foram atacadas, rankeando desde assédio verbal (cuidado com quem você anda cantando na rua) até estupro. Ele alimenta a base de dados do site Safecity.in, criado por quatro executivas locais. Uma das fundadoras, Elsa D'Silva, disse que as mídias sociais encorajam as mulheres a avisarem outras sobre locais potencialmente perigosos, permanecendo anônimas.

Outro é o FightBack, app pago lançado cerca de um ano antes do caso acima mencionado, mas desde então tornou-se gratuito. Ele possui um botão de pânico, que aciona de uma vez só alertas em forma de SMS, e-mail e Facebook, além de rastrear a posição da vítima via GPS. Outro interessante é o ICE (In Case of Emergency), criado pela própria Polícia Metropolitana de Mumbai, cidade considerada uma das mais seguras do país, ou nem tanto assim, pelo visto.

Claro que há limitações: não há garantias de que numa situação de risco real, a vítima terá tempo para desbloquear o celular e mandar uma mensagem de socorro, ou ainda que muitos não tem acesso a um smartphone, pois mais simples que seja. Mas acho melhor que haja uma alternativa que carece de melhorias, do que nenhuma.

Fonte: BI.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários