Celular que salva vidas — e nem é o iPhone

meiobit-jesusphone.jpg

Dado o hype envolvido, bastaria um iPhone por perto para curar o câncer, ressuscitar os mortos, alimentar os famintos e trazer a pessoa amada em três dias.

Infelizmente o aparelho não está sendo vendido na Argentina, nem em Buenos Aires, muito menos no Policlinico Juan D. Peron, da pequena cidade de Miracema do Norte Villa Mercedes, onde Leandro Molina estava sendo operado de apendicite.

As luzes se apagaram, o gerador do hospital não funcionou, e a equipe ficou sem ter o que fazer, até que o irmão de Leandro teve uma idéia: recolheu celulares de pessoas no corredor e usou-os para iluminar a área do procedimento, permitindo que a cirurgia fosse finalizada.

A família do paciente diz que ficaram sem luz por uma hora, a direção do hospital afirma que foram somente 20 minutos.

meiobit-scrubs.jpg

Sobre a estranha situação dos geradores não terem entrado em ação, e ainda por cima não haver uma porcaria de uma lanterna em todo o hospital, ou mesmo aquelas luzes de emergência que custam R$ 30 em qualquer loja de quinquilharias da Santa Ifigênia, não há qualquer informação.

Tentamos contatar o responsável pela área de manutenção do hospital (mostrado na foto ao lado) mas ele se recusou a prestar declarações.

Fonte: Reuters.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples