Quando ser macfag é justificável

A não ser que você seja o Eike Batista (ou algo próximo dele), zelar pelos seus equipamentos é fundamental, pois nós trabalhadores nos sacrificamos bastante pra adquirir os gadgets que precisamos e os que não precisamos mas queremos mesmo assim. Eletrônicos caíram muito de preço no Brasil, assim como temos acesso a lançamentos com pouco atraso em relação à uma década atrás. Nunca foi tão barato comprar um notebook, por exemplo.

A única empresa que não acompanhou essa tendência foi a Apple. Na verdade, ela seguiu o caminho inverso: seus produtos nunca estiveram tão caros. E o mais curioso é que ainda assim, seus produtos nunca foram tão procurados. O preço muito alto torna difícil até para o maior macfag argumentar defendendo a empresa. Eu não sou macfag (juro, estou até pensando em trocar meu iPhone 4S num Nexus4), mas vou tentar listar alguns dos motivos que me fizeram fazer um grande sacrifício para migrar meus equipamentos para a Apple.

Durabilidade: nem o maior hater da Apple pode negar isso. Macbooks, iMacs, iPods, iPhones… Todos possuem um acabamento impecável. Materiais de altíssima qualidade são utilizados na construção dos produtos da empresa, proporcionando com isso uma imensa durabilidade. São muito mais caros que os outros concorrentes? Sim, mas também são muito mais duráveis. É como comprar uma camisa de R$10,00 e uma de R$100,00. É bem provável que a de R$100,00 dure muito mais que a de R$10,00, que irá parecer um coador de café após a primeira lavagem.

Integração: para quem precisa dos dados à mão o tempo todo, a integração entre os equipamentos é importante. Dados sincronizados entre Macbook, iPad e iPhone, por exemplo. E não falo apenas de dropbox. Há diversas excelentes soluções para isso em outras plataformas, mas isso não deixa de ser um ponto à favor. No meu caso, pela facilidade de uso, estabilidade e ferramentas, usar  MacOS aumentou bastante minha produtividade.

Valor de mercado: talvez a maior vantagem de comprar um produto da Apple é o valor de revenda. Os equipamentos desvalorizam muito pouco comparados aos outros no mercado. Se você gastar R$3.999,00 num Macbook, certamente conseguirá vende-lo muito bem após uns dois anos, por pelo menos 60% do valor. Com um notebook PC não acontece a mesma coisa. Seis meses depois, é provável que você venda pelos mesmos 60%. A desvalorização é muito mais rápida. Muitas vezes, um iMac ou um Macbook tem mais valor de mercado e revenda que produtos novos de outros fabricantes. Já vi muita gente preferir um iMac usado a um PC novo.

Aproveitamento de espaço: tanto o iMac quanto o Mac Mini são um primor nesse quesito. O Mac Mini é pouco maior que um DVD portátil e o iMac é um all-in-one com design bonito e extremamente prático. Além disso, os periféricos bluetooth eliminam aquela montanha de fios que normalmente ficam espalhados na mesa ou por trás dela. Além da praticidade, deixam o ambiente mais agradável.

Muita gente pode argumentar que essas “vantagens” também são encontradas em outras marcas. Mas o que pesa em favor da Apple é que ela une todas essas qualidades, normalmente outros fabricantes pecam em algum desses detalhes. É no conjunto que a Apple se sobressai. É um sacrifício válido gastar até 3x mais por produtos Apple? No curto prazo, talvez não seja. Mas se você pretende girar seus equipamentos a cada dois, três anos, certamente é uma excelente decisão que valerá a pena mais adiante. Você conseguirá fazer um bom dinheiro com os itens usados e desembolsar bem menos para adquirir os novos do que desembolsaria se estivesse usando equipamentos de outra plataforma.

 

Relacionados: ,

Autor: Marcel Dias

Pai, marido e sedentário.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples