Home » Open-Source » Backup em papel. Pior que faz sentido.

Backup em papel. Pior que faz sentido.

7 anos atrás

backuppapel

Imagine que você tenha alguns arquivos essenciais, importantíssimos, e que queira guardar em formato digital, mas à prova de pulsos eletromagnéticos, hackers, picos de luz, operadoras de telefonia brasileiras e desgraças semelhantes. Comofas?

Por incrível que pareça papel é um método de armazenamento de informação muito mais duradouro que qualquer alternativa tecnológica. Temos fragmentos de papel datando do Século 2AC, enquanto isso meus CD-Rs foram pro saco faz tempo e vários DVDs de 2004 já não tocam.

O Paperback é um programinha que surgiu como uma brincadeira para unir a longevidade do papel com a praticidade do dado digital. Ele aceita um arquivo como fonte, converte para uma série de grifos, no melhor estilo QR Code, e gera uma impressão. O resultado pode ser escaneado e reconvertido para o arquivo original.

Isso é muito melhor do que escanear uma foto, ou redigitar um texto, pois não há perda.

O programa consegue, com uma impressão de 600DPI, armazenar 3MB em uma folha A4. Ninguém fala em imprimir a coleção de filmes educativos, mas para uma cópia de arquivos estratégicos, não deixa de ser uma boa opção. Imagine: Você imprime os arquivos, plastifica as páginas e tem um backup garantido, à prova de hackers. Com durabilidade indeterminada.

O Paperback é gratuito e OpenSource, e vale uma olhada, pelo menos para apreciar uma forma de pensar fora da caixa, e ver que nem tudo é nuvem nessa vida.

Fonte: ET

relacionados


Comentários