Home » Ciência » Espaço » Curiosity passará pela fase mais apavorante da missão, ao menos para nerds: BIOS Update

Curiosity passará pela fase mais apavorante da missão, ao menos para nerds: BIOS Update

NASA terá de atualizar EEPROM do computador primário da Curiosity.

7 anos atrás

VxWorks2

O computador da Curiosity é modesto para os padrões de 2012, mas lembre-se, o projeto foi especificado em 2004 e ninguém investe bilhões de dólares e aposta em componentes não-testados, recém-chegados ao mercado. Por isso ele usa o confiável RAD750, processador Power PC lançado em 2001 e parente distante do utilizado no Gamecube.

O RAD750 consome 10 Wh, funciona entre –55 °C e 70 °C, e aguenta brincando uma dose de radiação de 100 mil rads. Quanto vale um rad? Digamos que pra humanos a dose letal é de 1.000 rads. O preço unitário é de US$ 200 mil.

O lado ruim das capacidades limitadas dos computares da Curiosity (ela tem dois, um é backup) é que não dá pra enfiar tudo que se precisa. Convenhamos, com uma CPU rodando a 133 MHz, com 256 kB de EEPROM, 2 GB de Flash e 256 MB de RAM, pousar em Marte já é um trabalho de gênio (ainda bem que a NASA tem vários na folha). Querer que ele ainda ANDE é demais.

Digo, andar o robô anda, com a versão atual, a R9.4 ele consegue realizar todas as tarefas básicas, mas para que possa ser muito mais autônomo, com controle fino dos instrumentos, mais capacidade de compressão e processamento de imagens e detecção de obstáculos para navegação, é preciso desocupar dos 256 kB de EEPROM os programas que cuidaram da parte de pouso.

Não é a primeira atualização. A Curiosity, quando era parte do Mars Science Laboratory foi lançada com a versão 9.3, que tinha programas para a parte de lançamento/cruzeiro,  pouso, operação de superfície e atualizações de software.

Durante o vôo a NASA atualizou o software para versão 9.4, com programas de cruzeiro, pouso e superfície. A versão 10 também foi enviada e armazenada na Memória Flash, mas só será instalada agora.

Sim, isso que você ouviu. Enquanto donos de Nokia ficam APAVORADOS atualizando a BIOS de seus celulares, a NASA atualiza os computadores de uma sonda interplanetária, em vôo.

Entre 10 e 13 de agosto a NASA vai bootar o computador primário com a versão nova, rodar diagnósticos. Se tudo estiver Ok, atualizará a EEPROM. Então fará o mesmo o o secundário. Cada conjunto levará dois dias. entre gravar o firmware e realizar os testes exaustivos.

Tempo demais? Lembre-se que não há ninguém por lá para apertar CTRL+ALT+DEL, e hagadas de atualização de BIOS são assustadoras NA TERRA, mesmo quando nosso PC não custou 2,5 bilhões de dólares.

BRINDE:

pousoumegal

Nada a reclamar da versão 9.4 do software de vôo. Depois de milhões de quilômetros e incontáveis variáveis imprevisíveis, este é o resultado do pouso: o + marca aonda a Curiosity achou que iria pousar, a marca verde  foi a previsão da Terra, e o X vermelho marca onde ela realmente pousou.

Melhor que muito GPS xing-ling.

Fonte: NASA.

Leia também:

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários