OpenROV–Você é livre, até debaixo d’água

Existem projetos abertos patéticos como o tal FreeCAD, projetos abertos excelentes como o VLC e projetos abertos SENSACIONAIS, como o OpenROV. Lançado no Kickstarter almejando investimento de US$20 mil em 30 dias, o bicho alcançou 40 mil em um dia.

Interesse justificado. O negócio é um robozinho submarino, open source, modular, baseado em Arduino e com um webserver próprio. O bicho usa 8 pilhas alcalinas grandes como fonte de energia E, brilhantemente, lastro. Em teoria desce até a 100 metros de profundidade e pode receber câmeras extras, lâmpadas e garras para recuperar o Tesseract ou o colar da véia.

O New York Times foi categórico: O OpenROV pode mudar o futuro da exploração oceânica.

openrov

Custando meros US$1200 ainda na fase experimental, longe de uma produção em larga escala, o OpenROV é uma ferramenta científica que levará incontáveis geeks a praias e rios, explorando recifes e naufrágios em águas rasas, compartilhando do senso de deslumbramento de um Jacques Cousteau ou um James Cameron, e se você está desdenhando dessa comparação, obviamente nunca construiu e viu funcionar nada em sua vida.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar