Home » Demais assuntos » Apple aceita acordo e paga US$60 milhões pela marca iPAD na China

Apple aceita acordo e paga US$60 milhões pela marca iPAD na China

7 anos atrás

Ao contrário do iPhone, quando a Cisco apareceu depois do lançamento para dizer que não só era dona da marca com tinha um telefone com o tal nome e cobrou o que quis da Apple, o iPad foi blindado de todos os lados. O principal dono da marca iPad era a Proview, uma fabricante chinesa de monitores e outras porcarias chinesas. Através de uma laranja, pois Steve Jobs não é burro nem nada, compraram por US$55 mil o nome “iPad”. Não parece muito mas a Proview já estava falida.

Quando foi lançado o iPad os controladores da massa falida perceberam uma brecha e entraram com tudo: Alegaram que a Proview Taiwan era uma subsidiária que podia vender a marca iPad para o mundo todo, menos para a China, onde ela seria propriedade da Proview Matriz.

A Apple alegou que ninguém havia falado isso, que o contrato não excluía a China continental, que era um caso claro de urubus atrás de carniça, bla bla bla.

O juiz chinês, claro, deu ganho de causa à firma chinesa. A Apple apelou, mas a ação continuava se arrastando, afetando os planos da empresa. Fazendo as contas, viram que fazia muito mais sentido aceitar os termos dos calas-de-pau. Metendo a mão no bolso Tim Cook puxou o talão de cheques, preencheu no valor de US$60 milhões, cruzou, anotou o telefone nas costas (fixo, não celular) e esperou o china consultar o telecheque.

Feito isso, agora a Apple pode se concentrar em coisas mais importantes, como tentar acabar com a praga das Apple Stores FALSAS:

Fake-Apple-Store-In-China-Hit-With-Android-Boner (1)

Fonte: BI

relacionados


Comentários